GP1

Eleições 2022

Wellington Dias afirma que vai respeitar decisão de quem quiser deixar a base

"Eu sempre fui e sou um apaixonado pela democracia, respeitador das decisões partidárias", afirmou.

O governador Wellington Dias falou, nesta quinta-feira (23), sobre a possibilidade de alguns partidos deixarem a base aliada e irem para oposição. Segundo Wellington, é necessário que sejam respeitadas as decisões partidárias.

“As decisões quem tomam são os partidos, na verdade, eu sempre fui e sou um apaixonado pela democracia, respeitador das decisões partidárias. O que eu ouço é que temos um time da melhor qualidade, com chances reais de bons resultados para 2022”, afirmou o governador.

Foto: Lucas Dias/GP1Wellington Dias
Wellington Dias

Wellington Dias ressaltou que as estratégias serão discutidas no próximo ano. “Em 2022, nós vamos tratar da melhor estratégia para que possamos dar condições de vitória a um projeto que, na minha visão, é de um Piauí em outro patamar”, declarou.

“Temos um desafio agora, nós que programamos isso lá atrás, de 2003 a 2022, e fico feliz em estarmos juntos, por exemplo, com o PSB, do governador Wilson, que somos parte desse mesmo projeto desde o início e agora vamos ter que ter esse olhar”, pontuou o governador Wellington Dias.

O governador falou ainda sobre um plano que está sendo elaborado na perspectiva de uma mudança no Piauí. “Há um plano técnico elaborado, o Piauí 2050, a partir de uma nova base, na economia, a realidade é outra, no social, educação, em todas as áreas e vamos ter que lidar com esse momento novo. A ideia é trabalhar na perspectiva de uma mudança a partir da mudança que teve o Piauí”, explicou.

Diálogo em outubro

Ainda de acordo com o governador, no próximo mês ele deverá conversar com os partidos para saber qual a estratégia de cada um deles. “Agora em outubro a gente deve ter, provavelmente, um primeiro momento de diálogo com os partidos porque eu quero entender qual é a estratégia de cada partido, mas são os partidos que organizam, que vão montar a estratégia. Da minha parte como líder e não como governador, quero estar junto para o fortalecimento dos partidos com os quais temos a responsabilidade de cuidar do Piauí”, enfatizou Wellington Dias.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.