GP1

Eleições 2022

Gustavo Henrique sobre pesquisa: "recebo esse resultado com satisfação"

O pré-candidato a governador pelo Patriota apareceu em 5º lugar com 1,60% na pesquisa do Instituto GP1.

O pré-candidato a governador pelo Patriota, advogado Gustavo Henrique, comentou o resultado divulgado pelo Instituto GP1 de Pesquisa onde ele aparece em quinto lugar com 1,60% na sondagem estimulada. De acordo com ele, o resultado o estimula intensificar as agendas de atividades.

Gustavo adiantou que nos próximos dias vai iniciar as viagens pelas 30 maiores cidades do Estado já que, de acordo com ele, sua pré-campanha ainda está centrada apenas em Teresina.

“Eu recebo esse resultado com satisfação e nos estimula a avançar porque ainda não saímos de Teresina. Vamos intensificar agora nas 30 maiores cidades a nossa pré-campanha. Vamos iniciar o processo de viagem agora levando a mensagem da gente”, declarou o líder do Patriota.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Pré-candidato ao Governo, Gustavo Henrique
Pré-candidato ao Governo, Gustavo Henrique

Quebrar polarização

Gustavo Henrique ainda apontou a necessidade de quebrar a polarização apontada nas pesquisas entre os dois pré-candidatos Sílvio Mendes (União Brasil) e Rafael Fonteles (PT).

“Outra questão é a gente quebrar essa polarização [entre Sílvio e Rafael] que no meu entender, é artificializada em decorrência das estruturas políticas e econômicas que os dois pré-candidatos que estão bem à frente possuem. Mas estamos estimulados e vamos avançar”, acrescentou Gustavo.

Resultados

O Instituto GP1 de Pesquisa divulga, nesta segunda-feira (27), pesquisa de intenção de voto para governador do Piauí. O ex-prefeito Sílvio Mendes (União Brasil) lidera na preferência do eleitorado na pesquisa estimulada e na espontânea.

Atualmente, 10 nomes estão colocados como pré-candidatos: Alessander Mendes (Podemos), Geraldo Carvalho (PSTU), Gessy Fonseca (PSC), Gustavo Henrique (Patriota), Madalena Nunes (PSOL), Major Diego Melo (PL), Rafael Fonteles (PT), Ravenna Castro (PMN), Sílvio Mendes (União Brasil) e Wallace Miranda (NOVO).

Pesquisa estimulada

Na pesquisa estimulada, quando os nomes são apresentados aos eleitores entrevistados, Sílvio Mendes tem ampla vantagem, com 32,56% das intenções de voto, seguido por Rafael Fonteles, com 23,68%.

Em terceiro lugar aparece Major Diego Melo, com 3,28%, depois vem Gessy Fonseca (2,08%), Gustavo Henrique (1,60%), Geraldo Carvalho (1,12%), Wallace Miranda (0,80%), Alessander Mendes (0,80%), Ravenna Castro (0,72%) e Madalena Nunes (0,56%).

Os entrevistados que disseram que não sabiam ou que preferiram não responder somam 15,20%, e os que disseram que não escolheriam nenhum dos candidatos ou votariam nulo ou branco foram 17,60%.

Votos válidos na pesquisa estimulada

Neste cenário não são levados em consideração os votos brancos, nulos e os entrevistados indecisos. Aqui, Sílvio Mendes continua na frente, com 48,45% das intenções de voto. Rafael Fonteles vem na sequência, com 35,24%.

Major Diego Melo vem em terceiro, com 4,88%, seguido por Gessy Fonseca (3,10%), Gustavo Henrique (2,38%), Geraldo Carvalho (1,67%), Wallace Miranda (1,19%), Alessander Mendes (1,19 %), Ravenna Castro (1,07%) e Madalena Nunes (0,83%).

Pesquisa espontânea

Diferente da pesquisa estimulada, nessa modalidade não são apresentadas opções aos entrevistados, por isso, na lista aparecem muitos nomes que não são pré-candidatos ao Governo, mas que foram mencionados pelos entrevistados.

Sílvio Mendes foi o pré-candidato mais lembrado pelos eleitores ouvidos na pesquisa, aparecendo com 14,88% das intenções de voto. Rafael Fonteles foi o segundo mais citado, com 9,52%. Mesmo não podendo mais concorrer ao cargo, o ex-governador Wellington Dias aparece em terceiro lugar, com 4,40%. Depois dele, vem o ex-presidente Lula, com 1,92%.

Na sequência, 1,28% dos entrevistados disseram que votariam no “Candidato do PT”. Esse mesmo percentual mencionou Major Diego Melo. Com 0,32% vem Bolsonaro, depois vem Alessander Mendes e “Candidato do Wellington Dias”, com 0,24% cada. Em seguida aparecem Ciro Gomes, Dr. Pessoa, Gessy Fonseca e “Candidato do partido de Wellington Dias”, com 0,16% cada.

Carlos Alberto, Madalena Nunes, Ciro, Wallace Miranda, Iracema Portella, Deolino, Cirio, Dr. Elias, Candidato do Prefeito, Gustavo Henrique, Candidato do partido do Bolsonaro, Médico, Firmino Filho (já falecido), Nazareno Fonteles, Ravenna Castro, Ciro Nogueira, Gilcar, Regina Sousa e Marquinho foram citados, cada um, por 0,22% dos entrevistados.

Os eleitores ouvidos na pesquisa que disseram que não sabiam ou que preferiram não responder foram 58,48%. Os que disseram que não escolheriam nenhum candidato ou votariam nulo ou branco somam 5,28%.

Votos válidos na espontânea

Quando não são levados em conta os votos brancos, nulos e os entrevistados indecisos, Sílvio Mendes segue liderando, com 41,06% das intenções de voto. Rafael Fonteles aparece em segundo lugar, com 26,27%. Wellington Dias vem em terceiro, com 12,14%, seguido por Lula (5,30%), Candidato do PT (3,53%) e Major Diego Melo (3,53%). Bolsonaro aparece com 0,88%.

Alessander Mendes e Candidato do Wellington Dias aparecem cada um com 0,66%. Na sequência vem Ciro Gomes, Dr. Pessoa, Gessy Fonseca e Candidato do partido de Wellington Dias, com 0,44% cada.

Carlos Alberto, Madalena Nunes, Ciro, Wallace Miranda, Iracema Portella, Deolino, Cirio, Dr. Elias, Candidato do Prefeito, Gustavo Henrique, Candidato do partido do Bolsonaro, Médico, Firmino Filho (já falecido), Nazareno Fonteles, Ravenna Castro, Ciro Nogueira, Gilcar, Regina Sousa e Marquinho aparecem, cada um, com 0,08% das intenções de voto.

Ficha técnica

A pesquisa, contratada pela empresa JS Portais, Comunicação e Publicidade, foi realizada entre os dias 20 e 24 de junho, sob responsabilidade da estatística Thaynara Thalessa Araújo, e registrada junto ao TRE-PI com o protocolo PI-01849/2022. Foram ouvidos 1.250 eleitores com idade a partir de 16 anos, observando os critérios de sexo, faixa etária, grau de instrução e renda familiar. As entrevistas se deram de forma presencial nas residências dos eleitores, nas zonas urbana e rural de 56 municípios, e contemplou todas as regiões do Piauí.

A margem de erro da pesquisa é de 2,77% para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.