GP1

Eleições 2022

União Brasil quer aliado de Garcia como vice e amplia crise com MDB

Nome do deputado Geninho Zuliani (União Brasil-SP) agrada governador, mas sofre resistência.
Por Estadão Conteúdo

Faltando dois dias para o limite do prazo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o lançamento das candidaturas em 2022, o União Brasil passou a exigir a indicação do deputado federal Geninho Zuliani (UB-SP) como vice na chapa do governador Rodrigo Garcia (PSDB) para sacramentar o apoio ao tucano na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Aliado e ex-assessor de Garcia, que fez carreira no DEM antes de migrar para o PSDB no ano passado, Geninho é um nome que agrada ao governador, mas sofre resistências do restante da coligação, formada por 10 partidos.

Diante do movimento do União Brasil, o MDB ampliou a pressão pela indicação do ex-secretário de Saúde da capital, Edson Aparecido, que fez sua carreira no PSDB, mas deixou o partido no começo do ano.

Fiador de Aparecido, o prefeito Ricardo Nunes ficou irritado com a “indicação” do União do Brasil e uma ala do MDB ameaça romper a aliança. A cúpula do MDB também ficou, segundo apurou a reportagem, “desconfortável” com a indicação de Geninho, que não teria expressão política para ocupar o cargo.

Segundo interlocutores, Garcia deve anunciar sua decisão nesta quarta-feira.

Antes de Geninho, o União Brasil chegou a ventilar o nome do ex-ministro Henrique Meirelles para o cargo e vice, mas prevaleceu de optar por um nome mais “orgânico” e com história no DEM, ex - partido de Garcia.

O tucano chegou a ventilar a ideia de escolher uma mulher como vice.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.