GP1

Caxias - Maranhão

Corpos de pastor e corretor de Teresina são encontrados em Caxias

Segundo familiares, ambas as vítimas estavam desaparecidas desde o último dia 11 de janeiro.

A Polícia Civil do Maranhão encontrou, nesta quinta-feira (20), os corpos do Pastor Carlos Alberto Oliveira e Silva Júnior, de 31 anos, e do corretor de veículos Raí Rodrigues Lima, de Teresina, que estavam desaparecidos há nove dias, em estado avançado de putrefação, nas margens da MA-034, no município de Caxias, no Maranhão. Segundo familiares, ambos desapareceram no último dia 11 de janeiro, quando saíram do bairro Pedra Mole para entregar um veículo, no bairro Aeroporto em Teresina.

Em entrevista ao GP1, o delegado Jair Paiva, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Caxias-MA, contou que os corpos foram encontrados por volta das 9h da manhã por um morador em um matagal.

Foto: Reprodução/WhatsAppCarlos Alberto e Raí
Carlos Alberto e Raí

"Quem encontrou foi um morador que mora próximo ao local onde os corpos foram localizados. Ele avisou o proprietário de uma fazenda que depois entrou em contato comigo. E a gente já estava sabendo do desaparecimento dos dois porque a equipe do DHPP de Teresina esteve aqui para tratar sobre o caso, e logo imaginei que poderia ser eles. Quando chegamos lá, constatamos que eram o pastor e o corretor, já que no bolso da vestimenta de um dos corpos encontramos a identidade dele, que no caso era o pastor”, detalhou o delegado.

A perícia foi acionada e fez os primeiros levantamentos na área. Os cadáveres foram recolhidos e encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Timon-MA. O caso segue sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Teresina.

Entenda o caso

Um pastor identificado como Carlos Alberto Oliveira e Silva Júnior, de 31 anos, e um corretor de veículos identificado como Raí Rodrigues Lima estavam desaparecidos desde a noite de terça-feira (11), quando saíram para entregar um veículo a um comprador no bairro Aeroporto, zona norte de Teresina.

Segundo a família, Carlos Alberto é pastor da Igreja pentecostal IDE e estava em um jantar em família no bairro Pedra Mole, quando o Raí Rodrigues chegou por volta das 21h e convidou o pastor para ir entregar um carro modelo Gol a um homem que teria comprado o automóvel.

Os dois saíram para a entregar o carro e ficaram de voltar para a casa de uber, já que eles moram na mesma região da Capital, mas algo aconteceu que fez com que eles não voltassem para casa.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.