GP1

Mundo

Presidente da Argentina Alberto Fernández testa positivo para covid-19

No Twitter, Alberto Fernández disse que teve febre de 37,3° e uma leve dor de cabeça, mas está bem.
Por Estadão Conteúdo

O presidente argentino, Alberto Fernández, anunciou neste sábado, 3, que foi diagnosticado com a covid-19 em um exame - realizado após ter sintomas característicos da doença.

“Depois de apresentar febre de 37,3° e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno que deu positivo”, escreveu em sua conta no Twitter. Ele disse que aguarda o resultado de um teste PCR para confirmar que a doença está em andamento.

O presidente, que completou 62 anos na sexta-feira, 2, foi isolado de forma preventiva e afirmou que está "fisicamente bem". "Embora eu tivesse preferido terminar meu aniversário sem essa notícia, estou de bom humor." Ele também agradeceu pelas mensagens de feliz aniversário.

Fernández disse que entrou em contato com as pessoas com as quais esteve nas últimas 48 horas para que possam seguir os protocolos recomendados pelas autoridades de saúde.

"Devemos estar muito atentos. Peço a todos que se preservem seguindo as recomendações atuais. É claro que a pandemia não passou e devemos continuar cuidando de nós mesmos", completou.

Fernández foi o primeiro mandatário a receber a imunização contra o coronavírus na América Latina. O presidente argentino cumpriu o cronograma de duas doses da vacina Sputnik V, do laboratório russo Gamaleya. À AFP, fontes presidenciais informaram que ele tomou a primeira no dia 21 de janeiro e a segunda, em 11 de fevereiro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.