Teresina - PI

Acusado de tentar matar filho de PRF em Teresina vira réu na Justiça

A decisão da juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri, foi dada no dia 17 de maio deste ano.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri, recebeu denúncia contra Israel de Macedo Silva acusado de matar o mecânico Edilson da Silva Santos Filho e de tentar matar Augusto Matheus Falcão de Montanha Costa, filho de um policial rodoviário federal. A decisão foi dada no dia 17 de maio deste ano.

A magistrada destacou na decisão que tanto a materialidade delitiva quanto os indícios de autoria encontram-se consubstanciados no laudo de exame pericial – cadavérico, relatório de morte violenta, laudo de exame pericial em local de danos por disparo de Arma de Fogo e pelos depoimentos colhidos pela autoridade policial.

  • Foto: Divulgação/DHPPIsrael de Macedo SilvaIsrael de Macedo Silva

Foi concluído ainda que “o fato criminoso se encontra descrito nos termos exigidos pelo art. 41 do Código de Processo Penal, o que possibilita a amplitude de defesa do acusado, que está suficientemente identificado, de modo a garantir a exação do direcionamento da acusação e que a classificação dos fatos se encontra em consonância com a descrição da denúncia”.

Relembre o caso

O mecânico Edilson da Silva Santos Filho foi morto com um tiro, na madrugada do dia 3 de novembro de 2018, na Avenida Nicanor Barreto, próximo à faculdade Faete.

O delegado Hidson Rodrigues contou que Augusto se deslocava pela Avenida Nicanor Barreto em seu veículo, um Fiat Uno, juntamente com o mecânico, quando foi interceptado por Israel, que estava acompanhado de uma mulher em uma motocicleta.

Ainda de acordo com o delegado, Israel descarregou a arma na lateral do motorista, exatamente onde Augusto Matheus se encontrava, no entanto, acertou Edilson, que estava no banco do passageiro.

Logo após os disparos, Augusto Matheus se evadiu ileso para o bairro Planalto Uruguai, onde acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o mecânico, que morreu no HUT.

Israel foi preso no dia 24 de abril, na Vila Santa Bárbara, zona leste da Capital, pelos policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP.

Reincidente

Durante as investigações do DHPP, para a surpresa dos investigadores, ficou comprovado também que 35 dias depois Israel voltou a cometer outro homicídio. Dessa vez, contra um garçom, em frente ao Toca do Bode, localizada na Avenida João XXIII. Toda a ação foi flagrada por câmeras de segurança, que auxiliaram na elucidação do crime.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DHPP prende acusado de tentar matar filho de PRF em Teresina

Vídeo mostra garçom sendo assassinado em frente a Toca do Bode

Jovem é assassinado com cinco tiros na Avenida João XXIII