Teresina - PI

Coronavírus: diretor do São Marcos pede ajuda para comprar equipamentos

Em entrevista ao GP1 neste domingo (22), Joaquim Almeida ressaltou a necessidade de apoio ao hospital por parte da sociedade, visto que é uma instituição sem fins lucrativos.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O Hospital São Marcos está adquirindo dez aparelhos de respiração artificial, para fortalecer a estrutura do estado no combate c pandemia de coronavírus (covid-19). A aquisição vai ser custeada com valores doados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), oriundos de multas e indenizações trabalhistas. A informação foi confirmada pelo advogado Joaquim Almeida, diretor da instituição, em entrevista ao GP1 neste domingo (22). Ele ressaltou a necessidade de apoio ao hospital por parte da sociedade, visto que é uma instituição sem fins lucrativos.

“O Hospital São marcos é a maior instituição filantrópica do Piauí e neste momento precisamos nos equipar para enfrentar a pandemia de coronavírus. Cada aparelho custa em torno de R$ 85 mil, e conseguimos adquirir esses dez com o apoio do Ministério Público do Trabalho e o Tribunal Regional do Trabalho, que doaram os valores que tinha depositado no Fundo de Multas e Indenização”, declarou Joaquim Almeida.

O diretor ressaltou que, além do aparelho citado, o hospital precisa adquirir outros equipamentos hospitalares, para garantir um tratamento eficaz e com segurança. Ele ressaltou que a unidade de saúde precisará abrir outra ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), de modo a manter pacientes com covid-19 separados de pessoas em tratamento contra o câncer.

“Atualmente temos 40 leitos de UTI, mas todos já estão ocupados, então não podemos dizer que temos leitos. Precisamos projetar mais leitos e outra ala, pois somos responsáveis por 98% do tratamento de câncer, através do SUS, no estado do Piauí, e não podemos colocar um paciente infectado com o vírus na mesma ala de uma pessoa com câncer, que já se encontra fragilizada”, colocou.

Diante disso, Joaquim Almeida pede que a sociedade piauiense se sensibilize e procure ajudar, considerando que o Hospital São Marcos presta um serviço de suma importância parar a população com câncer.

“O apelo é nesse sentido, então, já temos grupos de empresas se mobilizando para ajudar e pedimos um maior apoio da sociedade, não adianta dizer que devemos cobrar do Estado, o Estado já está fazendo suas obrigações, cabe a sociedade fazer a sua parte. É um grande desafio , mas a comunidade pode contar com o São Marcos nesta hora difícil”, finalizou.

As pessoas que quiserem colaborar, podem entrar em contato com a assessoria do Hospital São Marcos, por meio do número (86) 99437-3875, ou através do e-mail do diretor Joaquim Almeida: [email protected]

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil tem 25 mortes por coronavírus e 1546 casos confirmados

Sobe para 6 número de casos confirmados de coronavírus no Piauí