Coronavírus no Piauí

Covid-19: 91% dos óbitos no Piauí são de pessoas com comorbidades

Das 697 mortes já registradas no estado, apenas 8,26% foram de pessoas consideradas saudáveis, sem doenças relacionadas.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

Desde que foram registrados os primeiros casos de covid-19 no Piauí, o grande alerta de especialistas tem sido em relação a pessoas com comorbidades, ou seja, aquelas que possuem doenças que, associadas ao vírus, podem ser letais. Isso se comprova nos dados registrados pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi): de acordo com o painel epidemiológico atualizado na noite desta quarta-feira (01), mais de 91% dos piauienses que já morreram por conta do novo coronavírus possuíam algum problema de saúde.

Segundo o gráfico da Sesapi, 91,74% das vítimas da covid-19 apresentavam comorbidades. Isso significa que, das 697 mortes já registradas no estado, apenas 8,26% foram de pessoas consideradas saudáveis, sem doenças relacionadas.

A cardiopatia incluindo hipertensão é a que mais tem feito vítimas e, corresponde a 44,21% dos óbitos. Em segundo lugar está a diabetes, responsável por 24,08% das mortes.

  • Foto: Divulgação/SesapiGráfico elaborado pela SesapiGráfico elaborado pela Sesapi

Logo depois aparece doença neurológica crônica ou neuromuscular, que está presente em 5,04% dos óbitos; doença renal, em 4,29%; obesidade e pneumopatia, cada uma representando 3,7% das mortes; neoplasia em 2,79%; imunodepressão em 1,61%; doença hepática com 1,18%; asma em 0,54%; doença hematológica e síndrome de down, ambas responsáveis por 0,11% dos óbitos.

Último boletim

Segundo o último boletim da Sesapi, divulgado na noite desta quarta (01), o Piauí ultrapassou 23 mil casos de covid-19. A quantidade passou de 22.059 para 23.307 dese a última atualização. O número de óbitos também subiu, de 686 para 697. Foram 11 novas mortes e 1.248 novos casos registrados em 24 horas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí ultrapassa 23 mil casos de covid-19 e chega a 697 mortes

Saiba as cidades do Piauí com mais casos confirmados de covid-19

Mais conteúdo sobre: