Coronavírus no Piauí

Covid-19: cerca de 30 lojas do Teresina Shopping devem fechar as portas

A informação foi repassada pelo presidente da Federação do Comércio do Estado do Piauí (Fecomércio), Valdeci Cavalcante.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

Cerca de 30 lojas do Teresina Shopping estão fechando as portas por conta da suspensão das atividades econômicas decretada pelo Governo do Piauí e pela Prefeitura de Teresina, segundo o presidente da Federação do Comércio do Estado do Piauí (Fecomércio), o advogado Valdeci Cavalcante.

De acordo com Valdeci, durante entrevista ao GP1 na noite dessa quinta-feira (25), muitos empresários já tomaram a decisão de encerrar as atividades em suas firmas, mas ainda não oficializaram o fechamento para garantir os direitos trabalhistas dos funcionários, que estão com o contrato suspenso e recebendo auxílio financeiro por meio do Governo Federal.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Valdeci CavalcanteValdeci Cavalcante

“As empresas ainda não estão fechando as portas oficialmente, mas por exemplo, só no Teresina Shopping cerca de 30 lojas estão fechando e não vão mais abrir, eu tenho informações seguras de que 30 lojas não vão mais abrir, eles ainda não estão dando baixa porque estão com seus empregados recebendo ajuda do governo, com o contrato suspenso”, declarou o empresário.

O advogado informou que aproximadamente 92 mil funcionários de empresas, ou foram demitidos ou estão com contrato suspenso desde o início da pandemia de coronavírus (covid-19). “Temos hoje no Piauí 92 mil pessoas com contrato suspenso ou demitidas, isso terminaria esse mês, mas o Bolsonaro vai dar mais dois meses [de auxílio com a suspensão do contrato], quando acabar isso, nós vamos ter 92 mil pessoas com a cara pra cima aqui no Piauí”, pontuou Valdeci.

O vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC) ressaltou que no início da suspensão das atividades ele havia previsto que os decretos seriam prorrogados até julho. “No dia 13 de abril eu gravei um vídeo para me solidarizar com os parnaibanos, pelo fato de o governador do estado ter ingressado com ação contra a Prefeitura de Parnaíba, para anular um decreto que o Mão Santa tinha baixado para abrir o comércio. Eu disse nesse vídeo que havia recebido a informação de que o comércio só iria reabrir em julho. Já estava programado, e eu disse que quando chegasse em julho não adiantaria reabrir, porque as empresas já estariam todas falidas”, colocou.

Valdeci Cavalcante agora faz outra previsão e acredita que até setembro as atividades estarão suspensas no Piauí. “Vamos até setembro, podem escrever”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias anuncia abertura gradual do comércio a partir de 6 de julho

Wellington Dias decreta lockdown parcial de sexta a domingo