Teresina - PI

Defesa Civil monitora áreas com risco de incêndio em Teresina

Conforme a coordenação da Defesa Civil, a prevenção vai ocorrer em lugares considerados mais vulneráveis.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A Defesa Civil da Secretaria Municipal da Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), iniciou nesta quinta-feira (18) a Operação Queimadas para prevenir incêndios em Teresina com o fim do período chuvoso.

Com a operação, a Defesa Civil vai realizar o monitoramento de áreas que nos anos anteriores ocorreram incêndios nesse mesmo período. Conforme a coordenação da Defesa Civil, a prevenção vai ocorrer em lugares considerados mais vulneráveis. A área que teve mais ocorrências foi a zona rural de Teresina.

A Defesa Civil ainda orienta que a população evite realizar queimadas que possam fugir do controle e tomar grandes proporções.

  • Foto: Davi Fernandes/GP1Incêndio em terrenoIncêndio em terreno

Mais de 380 focos no Piauí

Após o fim do período chuvoso, o Piauí já registrou mais de 380 focos de queimadas, conforme aponta um levantamento realizado pelo Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O relatório aponta também que o Piauí atualmente se encontra na quarta posição do ranking nacional de focos de queimadas. Segundo os dados, somente neste ano o Piauí registrou 382 focos de queimadas em áreas de terrenos baldios e vegetação.

O número registrado representa um aumento de 14% em relação ao ano passado, no qual foram identificados 366 focos. Ainda conforme os dados do Inpe, o ano de 2019 já teve o mais número de focos nos últimos cinco anos, sendo que a média é de 2,3 ocorrências por dia.

O mês de junho está sendo considerado o mais preocupante, devido a um total de 53 ocorrências de fogo em vegetação. Com um número alto de ocorrências, junho é o mês com a maior média geral por mês.