Teresina - PI

Defesa de Allisson Wattson ingressa com ação para anular expulsão

A defesa alegou abuso de poder praticado pela governadora em exercício Regina Sousa, que assinou na noite de sexta-feira (08), Dia Internacional da Mulher, o decreto de exoneração do então capitão.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

A defesa do capitão Allisson Wattson da Silva Nascimento, ingressou com mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Piauí, com pedido de liminar, alegando abuso de poder praticado pela governadora em exercício Regina Sousa, que assinou na noite de sexta-feira (08), Dia Internacional da Mulher, o decreto de exoneração do então capitão, acusado de assassinar a namorada Camilla Abreu.

No dia 4 de fevereiro deste ano, o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) decidiu, por unanimidade, pela expulsão do capitão dos quadros da Polícia Militar e embargos de declaração com efeitos infringente foram opostos, visando alterar o resultado do julgamento.

  • Foto: Facebook/Camilla Abreu e Allisson WattsonCamilla Abreu e Allisson Wattson Camilla Abreu e Allisson Wattson

Alega a defesa, que é pré-requisito para a exclusão o transito em julgado “e não por vontade própria”.

A então governadora, diz a defesa, teria agido de forma imprudente, "com nítida vontade de fazer justiça com as próprias mãos e com fins sensacionalistas”.

A defesa alega que os fatos apresentados são suficientes para anular em sua totalidade o ato de Regina Sousa, “que de forma abusiva excluiu o paciente [Allisson Wattson] dos quadros da honrosa Policia Militar do Piauí”.

O mandado pede que seja deferida liminar, sem que o outro lado seja ouvido.

A ação foi ajuizada ontem, às 15h41min, e distribuída a 6ª Câmara de Direito Público.

O relator sorteado é o desembargador Erivan Lopes.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Demissão de Allisson Wattson da PM-PI é publicada no Diário Oficial

Regina Sousa expulsa capitão Allisson Wattson da Polícia Militar

Comandante Geral da PM é intimado sobre expulsão de Allisson Wattson