Teresina - PI

Dr. Lázaro diz que Celso Henrique pratica 'política de omissão'

"Às vezes o partido faz uma política de omissão, de exclusão, de não participação e a democracia não permite isso”, declarou o vereador Dr. Lázaro.

Jonas Carvalho
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O vereador de Teresina, Dr. Lázaro Rogério (Cidadania 23) criticou na última sexta-feira (14), a gestão do atual presidente do diretório regional do partido, Celso Henrique. Para o vereador, hoje a legenda pratica ‘uma política de omissão’.

O parlamentar informou que esteve em Brasília em reunião com o presidente nacional do partido, Roberto Freire, que se mostrou contrário à política proposta pelo Cidadania no Piauí para as disputas eleitorais de 2020.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Dr. LázaroDr. Lázaro

“Às vezes o partido faz uma política de omissão, de exclusão, de não participação e a democracia não permite isso. Esse foi o motivo da nossa ida ao Nacional por não concordar com a política eleitoral para o próximo ano que está sendo discutida dentro de um grupo pequeno de pessoas que não representa a maioria do partido. A resposta do nacional é que não concorda com esse tipo de posicionamento, não concorda com essa postura, o partido é maior que qualquer pessoa, que o seu presidente”, disse.

Dr. Lázaro não poupou críticas a atual gestão. De acordo com ele, “o Cidadania e todo partido político tem que servir à sociedade e não servir aos interesses pessoais de ninguém e quem quer que seja. Nem de presidente, nem de diretoria, nem de vereador, nem de deputado, isso é o que tem que acontecer. Muitas vezes se utiliza da lei eleitoral, que precisa de aperfeiçoamento, para se pressionar alguém que tem identidade com o partido a sair. Isso é feito no Cidadania e em vários outros partidos e foi uma política que sempre existiu”, declarou.

Mais conteúdo sobre: