Teresina - PI

Empresa do Maranhão confisca 15 ônibus na garagem da Emvipi em Teresina

Fernando Feijão ainda declarou que será complicado a situação da zona norte, pois ela é extensão, e mais de 10 ônibus de qualidade foram retirados de circulação.

THAIS SOUZA
DE TERESINA
- atualizado

Uma empresa de ônibus coletivo do Maranhão confiscou 15 ônibus que eram usados pelo Consórcio Poty, responsável pelas linhas do transporte coletivo na zona norte de Teresina, na noite dessa sexta-feira (13). O fato ocorreu na garagem da empresa Emvipi, localizada no bairro Santa Maria da Codipi.

De acordo com informações repassadas por Fernando Feijão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), o ‘aluguel’ dos veículos foi feito quando o consórcio Poty se viu obrigado a colocar ônibus com ar-condicionados para circularem. “Eles [consórcio Poty] alegaram que não tinham condições de comprar, fizeram um contrato com uma empresa de São Luís e o dono se comprometeu de colocar 15 ônibus no sistema, como se fosse um aluguel, então eles disseram que estão com dois meses que não repassam dinheiro”, explicou

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Fernando Feijão Fernando Feijão

Conforme o Feijão, os motoristas e cobradores de ônibus que estavam encerrado o expediente foram abordados na garagem pelo dono da empresa do Maranhão, e orientados por seguranças para saírem dos veículos. “Eles recolheram de forma até abrupta. O pessoal achava até que era outra coisa. E eles tinham algo que parecia um mandado judicial. A situação foi bastante constrangedora até porque os trabalhadores não sabiam o que estava acontecendo”, contou.

Fernando Feijão ainda declarou que será complicado a situação da zona norte, pois ela é extensão, e mais de 10 ônibus de qualidade foram retirados de circulação. “O consórcio Poty vai voltar a usar os carros lata-velhas, que inclusive tinham sidos retirados de linha. Vão colocar para circular. A partir de segunda a situação vai ser ruim. Hoje tinha até veículos saindo com as janelas quebradas. A Strans [Superintendência Municipal de Transportes Públicos de Teresina] só se pronunciou em nota”, finalizou o diretor.

STRANS

Na nota o Strans informou que intimou os representantes do consórcio Poty para que eles tomassem uma providência, com objetivo de não prejudicar os usuários de transporte público.

A Superintendência Municipal de Transportes Públicos de Teresina (Strans) informa que, ao tomar conhecimento da retirada dos ônibus que atendem a população da zona Norte da capital, intimou os representantes do referido consórcio para que os mesmos tomassem providências para que os usuários do transporte público não ficassem prejudicados. Ao todo, 90 ônibus atendem a região Norte da cidade. Do total, 15 foram retirados de circulação por um dos sócios do Consórcio. É importante destacar que a retirada dos veículos não foi ocasionada por problemas no sistema, mas sim pela falta de entendimento entre os sócios da empresa que operam na região. O superintendente da Strans, Carlos Daniel, ressalta que, a expectativa é de que o problema seja solucionado ainda na segunda-feira e, assim, não acarretará prejuízos aos moradores da região.

Mais conteúdo sobre: