Mundo

Facebook e Instagram removeram 28 milhões de conteúdos com discurso de ódio

Rede social atribui o volume a melhorias em suas ferramentas de inteligência artificial para detecção de conteúdos.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

O Facebook anunciou nesta quinta, 19, que removeu de sua plataforma principal e do Instagram 28,6 milhões de conteúdos com discurso de ódio nos últimos três meses. O dado faz parte do relatório trimestral sobre a aplicação das políticas de seus serviços. A rede social detectou 22,1 milhões de conteúdos de ódio, enquanto o Instagram teve 6,5 milhões de conteúdos do tipo removidos.

Segundo o Facebook, a maior parte dos conteúdos identificados em sua plataforma principal foram identificados proativamente. A companhia afirma ter implentado melhorias em suas ferramentas de inteligência artificial em diferentes idiomas, como inglês, árabe e espanhol. O documento repete um refrão cantado pela empresa durante o ano: de que a pandemia prejudicou a detecção e moderação de conteúdo que viola suas políticas.

O relatório ainda afirma que a cada 10 mil visualizações de conteúdo em sua plataforma principal, cerca de 10 corresponderam a material com o discurso de ódio. O volume de conteúdo de ódio no Facebook superou outros tipos de materiais altamente delicados, como conteúdo violento e gráfico, nudez infantil e bullying.

Apesar de ter relatado limitações, os dados do Instagram também chamam a atenção. O volume de material de discurso de ódio removido teve um grande salto, de 3,2 milhões no trimestre anterior para 6,5 milhões. Peças com nudez infantil saltaram de 481 mil para 1 milhão; conteúdos de intimidação e assédio foram de 2,3 milhões para 2,6 milhões e conteúdos de suicídio e mutilação foram de 277,4 mil para 1,3 milhão.

NOTÍCIA RELACIONADA

Facebook remove 22,5 milhões de conteúdos com discurso de ódio

Mais conteúdo sobre: