Teresina - PI

Franzé troca farpas com Firmino Filho e o chama de desequilibrado

“Eu volto a afirmar que o prefeito Firmino Filho tem que cuidar do PSDB. Ele está sendo hoje uma pessoa desequilibrada", afirmou o deputado.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O deputado estadual Franzé Silva (PT) voltou a trocar farpas nessa quinta-feira (21) com o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB). Após Firmino dizer que os petistas são arrogantes e autoritários, Franzé rebateu chamando o chefe do executivo municipal de desequilibrado. O deputado ainda disse que o prefeito deveria cuidar do seu próprio partido.

Firmino Filho afirmou que o PT do Piauí deixa um legado ruim, diferente do que aconteceria em outros estados. Sobre essa declaração o deputado estadual disse que o prefeito deveria cuidar do próprio partido.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado estadual Franzé SilvaDeputado estadual Franzé Silva

“Eu volto a afirmar que o prefeito Firmino Filho tem que cuidar do PSDB. Posso também afirmar que o PSDB, além da área eleitoral de Teresina, fica muito aquém da nacional. Então a gente precisa ter humildade, reconhecer as limitações de cada um, reconhecer as falhas administrativas, dar resposta aos questionamentos, e depois poder fazer o embate”, criticou.

Franzé destacou o fato de fazer questionamentos ao prefeito, mas que Firmino em vez de responder, tem agido com críticas ao PT. “Ele está sendo hoje uma pessoa desequilibrada, por dois motivos: primeiro não tem candidato e segundo vai ter que responder a oposição pelo estilo de gestão que a cidade teve, estagnado por 30 anos e nós vamos mostrar que estagnou a gestão de Teresina com dados e ainda não respondeu para onde está indo o dinheiro do Fundo Nacional de Saúde enviou para cá. Então o professor Charles, por quem tenho respeito, ele bom, mas como advogado. O mesmo conhecimento que eu tenho na área de gestão em saúde, eu também tenho. Sou auditor inclusive da Alepi e preciso receber respostas para o povo de Teresina, né para mim não”, afirmou.

O parlamentar disse que ao fazer críticas à gestão de Firmino, faz tudo com base em dados e que o prefeito tem que saber responder. “O prefeito iniciou esse debate, dizendo que queria fazer um comparativo entre a gestão estadual e municipal, eu sempre trabalho com dados. O último questionamento que fiz foi sobre os recursos que o Fundo Nacional de Saúde manda para o governo e para o município. Mostrei por dados que o estado para atender 3 milhões e 200 mil piauienses, recebe metade do que recebe Teresina que atende 800 mil habitantes. O custo de procedimento está evidente. Enquanto atendemos o dobro de pessoas, também é o dobro de procedimentos, sendo que a prefeitura recebe duas vezes mais que o estado. Então não tem lógica. Para onde estar indo o dinheiro do procedimento? Se o estado do Piauí para atender 223 municípios, recebe a metade que a prefeitura de Teresina, pela lógica a estrutura de Teresina deveria ser de excelência”, destacou.

Ele acredita que as críticas do prefeito é visando o Governo do Estado em 2022. “Ele tem que cuidar do pré-candidato dele, que nem apresentou ainda, é acho que é uma estratégia para focar nele, mirando para a questão de 2022”, afirmou o parlamentar.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeito Firmino Filho chama deputados do PT de desequilibrados

Franzé volta a criticar Firmino e pede para prefeito parar com ignorância

Fábio Novo diz que Firmino está com medo da militância petista

Firmino diz que PT não vai ter coragem de manter candidato em 2020

Mais conteúdo sobre: