Teresina - PI

Justiça marca Júri Popular de acusado de matar Lara Fernandes

O julgamento será realizado na 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, no Fórum Cível e Criminal de Teresina, e será presidido pela juíza Maria Zilnar Coutinho Leal.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

Está marcado para o dia 15 de outubro, às 8 horas, o Júri Popular de Eduardo Pessoa Araújo acusado de matar Lara Fernandes, 23 anos, encontrada morta, com um tiro na cabeça, no Rio Parnaíba, em novembro de 2018.

O julgamento será realizado na 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, no Fórum Cível e Criminal de Teresina, e será presidido pela juíza Maria Zilnar Coutinho Leal.

A denúncia

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado do Piauí e recebida no dia 5 de fevereiro pela juíza Maria Zilnar, na manhã do dia 07 de novembro de 2018, Eduardo, mediante disparo de arma de fogo, matou Lara.

  • Foto: GP1Eduardo Araújo e Lara Fernandes Eduardo Araújo e Lara Fernandes

Investigações apuraram que a vítima possuiu um relacionamento amoroso extraconjugal com o acusado durante cerca de 4 anos. No entanto, a vítima estava buscando afastar-se do acusado em virtude dele ser bastante ciumento e violento. Eduardo, contudo, não aceitava o término do relacionamento, chegando a proferir insistentemente diversas ameaças de morte contra a vítima, bem como a agredi-la fisicamente.

Conforme depoimentos testemunhais constantes do Inquérito Policial, na noite anterior ao crime, por volta das 19h, Eduardo buscou a vítima na casa onde ela estava hospedada e permaneceu conversando durante um tempo dentro do carro. Em seguida, vítima e acusado saíram juntos dentro do mesmo carro. Algumas horas depois, na manhã do dia seguinte o corpo de Lara foi encontrado na margem direita do Rio Parnaíba, com um tiro encostado de arma de fogo na cabeça.

Entenda o caso

O corpo de Maria de Lara Fernandes de Silva, de 23 anos, foi encontrado no Rio Parnaíba na manhã do dia 7 de novembro, na região da Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina.

De acordo com os policiais do DHPP, funcionários de uma draga estavam trabalhando no local, quando se depararam com um corpo no rio e resolveram levá-lo até a margem. Os bombeiros foram acionados, juntamente com a Polícia Militar, mas ao perceberem que havia uma marca profunda na cabeça da vítima a perícia criminal foi acionada, juntamente com o DHPP, pois se tratava de um homicídio.

O caso foi repassado para o Núcleo de Feminicídio, e a delegada Luana Alves é a responsável pela investigação. Eduardo foi preso pela Polícia Militar, no dia 1º de dezembro, na cidade de Piracuruca suspeito de praticar furtos e arrombamentos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Juíza recebe denúncia contra acusado de matar Lara Fernandes

Acusado de matar Lara Fernandes é preso pela PM em Piracuruca

Mulher encontrada morta no Rio Parnaíba em Teresina é identificada

Corpo de mulher é encontrado no Rio Parnaíba com sinais de violência