Piauí

Mais de 10 mil famílias foram afetadas pelas chuvas no Piauí

Conforme a Defesa Civil do Piauí, mais de 10 mil famílias foram atingidas e cerca de três mil estão em situação de desabrigo.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Nas últimas semanas as chuvas em todo o estado trouxeram transtornos e afetaram bastante a população piauiense. Ao todo, 17 municípios já estão em estado de emergência. Conforme a Defesa Civil do Piauí, mais de 10 mil famílias foram atingidas e cerca de três mil estão em situação de desabrigo.

O GP1 conversou com o diretor da Defesa Civil do Piauí, Vitorino Tavares, que explicou que o número de famílias desabrigadas pode apresentar mudanças devido a situação das pessoas atingidas.

“Esses números não são muito definidos, por exemplo, existem famílias que podem estar desabrigadas e depois não estão mais, somente o que vai para o formulário de informações de desastres entra para os números. Só em Teresina, atualmente, temos uma média de 530 famílias que estão desabrigadas, desalojadas e no Piauí, do mês de março até agora, mais de 10 mil famílias foram afetadas pelas chuvas”, explicou o diretor do órgão.

Ainda conforme Vitorino Tavares, além dos municípios de Parnaíba e Luís Correia, a atenção da Defesa Civil do Piauí está voltada para Luzilândia, Batalha e Esperantina.

Estado de emergência em Teresina

O prefeito Firmino Filho assinou, na quinta-feira, 4 de abril, documento que decreta estado de emergência em Teresina por conta das intensas chuvas que têm caído nas últimas semanas.

“Nós temos um inverno intenso e longo, começou forte já no mês de dezembro e nós estamos entrando no mês de abril, que esperamos que seja o último mês desse inverno intenso”, disse o prefeito na ocasião.

Tragédia do Parque Rodoviário

A negligência do Poder Público em não adotar providências para evitar enchentes, se omitindo na manutenção do sistema de escoamento das águas pluviais, desobstruindo bueiros e galerias, poderia ter evitado a tragédia que atingiu o Parque Rodoviário, na Zona Sul de Teresina, na noite da quinta-feira, 4 de abril, no mesmo dia que o prefeito Firmino decretou estado de emergência, onde uma lagoa transbordou e um bueiro se rompeu, arrastando várias casas no Parque Rodoviário.

Mortes registradas

Quatro mortes foram registradas em decorrência das chuvas. Na tragédia do Parque Rodoviário, o Corpo de Bombeiros de Teresina confirmou a morte de duas pessoas, sendo uma criança identificada como Flávio Josiel Alves da Silva, 3 anos e uma idosa identificada como Graça Bacelar, 71 anos.

Em Luís Correia, um homem identificado como Joselino da Costa Pereira, 50 anos, morreu na tarde da quinta-feira, 5 de abril, por volta de 13h30min, após parte de sua residência desabar no Centro da cidade.

A quarta morte registrada, foi em Teresina. Um pescador, identificado como José Bernardino de Oliveira, 70 anos, foi encontrado no início da manhã de segunda-feira (8), no Rio Poti. Ele desapareceu na manhã deste domingo (7), próximo ao cruzamento da Avenida Raul Lopes com a Avenida dos Ipês, zona leste de Teresina. Ele ficou desaparecido por mais de 24 horas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Corpo de Bombeiros retifica número de mortos no Parque Rodoviário

Prefeito Firmino Filho decreta estado de emergência em Teresina

Enxurrada arrasta casas e deixa dois mortos na zona sul de Teresina