Polícia

Polícia Civil apresenta acusado de matar empresário Leandro César

Sanatiel Abreu Rocha, de 24 anos, vulgo “o pequeno” foi preso em Tocantins na última segunda-feira (25).

Débora Dayllin
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O acusado de matar o empresário Leandro de Sousa Gonçalves em fevereiro de 2017, Sanatiel Abreu Rocha, de 24 anos, vulgo “o pequeno”, preso em Tocantins na última segunda-feira (25), foi apresentado na Delegacia Geral de Teresina nesta quinta-feira (28). Ele é acusado de cinco homicídios, tráfico e um latrocínio.

Durante coletiva de imprensa o coordenador da Delegacia de Capturas (Dicap), delegado Willame Moraes, revelou que Sanatiel tem um histórico grande de crimes violentos e estava foragido desde 2017. “O Sanatiel tem um histórico muito grandes crimes, principalmente crimes violentos, crimes contra a vida como homicídio e latrocínio, esse último é crime contra o patrimônio em que ele matou para roubar. Em 2017, ele praticou um crime contra um empresário no bairro Lourival Parente. Foi preso ele, a irmã e mais quatro pessoas. Ao todo, seis pessoas foram presas. Ele foi encaminhado para o sistema prisional em Esperantina. Passou pouco tempo, três meses apenas e conseguiu fugir. Desde 2017 então, ele é foragido da justiça”, relatou.

  • Foto: Hélio Aleff/GP1Sanatiel Abreu Rocha sendo apresentado na Delegacia Geral Sanatiel Abreu Rocha sendo apresentado na Delegacia Geral

Ainda segundo o delegado, a prisão foi realizada em conjunto com a Polícia Civil do Tocantins. “A família inconformada com a fuga dele solicitou, em janeiro deste ano, o apoio da Divisão de Capturas no sentido de prender e fazer com que ele respondesse pelos seus crimes. Na noite de segunda-feira, então, o Sanatiel foi localizado após a gente entrar em contato com os colegas no estado do Tocantins. Ontem, nós conseguimos a autorização para trazer ele para ele responder pelos seus crimes no Piauí. E hoje estamos apresentando ele para sociedade”, finalizou o delegado.

Relembre o caso

O empresário Leandro César Sousa Gonçalves, proprietário do depósito LM Bebidas e Gás, foi morto a tiros após reagir a uma tentativa de assalto no dia 20 de fevereiro de 2017, no bairro Lourival Parente em Teresina.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima vinha de Demerval Lobão com a quantia de R$ 21.840,40 dentro de seu veículo. Dois indivíduos o abordaram em uma moto e outros acusados davam apoio em um carro. Leandro reagiu batendo o carro contra a motocicleta, um dos indivíduos caiu e Sanatiel reagiu atirando contra a vítima.

  • Foto: Facebook/Leandro SousaLeandro CésarLeandro César

Nesse momento o veículo que estava dando cobertura se aproximou e resgatou o indivíduo acidentado o levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde foi preso. O dinheiro não foi levado pelos acusados.

Os acusados foram identificados como Francisco das Chagas de Oliveira Filho, André Vieira da Silva, Jonnes Eduardo da Silva e Sanatiel Abreu Rocha. Dentre os suspeitos, apenas Francisco das Chagas foi condenado a pena de 30 anos de prisão, por ter planejado o crime.

Mais conteúdo sobre: