Teresina - PI

Polícia identifica mulher encontrada morta na Avenida Maranhão

O crime ocorreu na madrugada desta terça-feira (15).

Débora Dayllin
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil do Piauí informou na tarde desta terça-feira que identificou o corpo da mulher que foi encontrada morta com várias facadas e em seguida atropelada na madrugada desta terça-feira (15). A vítima era cabeleireira e se chamava Aretha Dantas Claro, 32 anos.

  • Foto: Facebook/Aretha ClaroAretha Claro, encontrada morta na Avenida Maranhão Aretha Claro, encontrada morta na Avenida Maranhão

Segundo informações da delegada Luana Alves, coordenadora do Núcleo de Feminicídio da Polícia Civil do Piauí, as investigações estão sendo realizadas pelo delegado Francisco Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), que acredita na tese de feminicídio. “As investigações estão por conta do delegado Barêtta, mas a partir de amanhã receberei o caso, pois a nossa delegacia que é responsável por crimes contra a mulher”, informou a delegada.

No Facebook, amigos de Aretha lamentaram a morte da cabeleireira. “Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou. Descanse em Paz minha AMIGA Aretha Claro”, publicou uma amiga.

  • Foto: Facebook/Aretha ClaroAmigos lamentam a morte de Aretha no FacebookAmigos lamentam a morte de Aretha no Facebook

Relembre o caso

Uma mulher foi morta com várias facadas e em seguida atropelada por um veículo na Avenida Maranhão, próximo a Ponte da Tabuleta, na zona sul de Teresina, na madrugada desta terça-feira (15).

A Polícia Militar foi comunicada do fato por volta de 4h30, sob a informação que um veículo parou próximo a mulher, o motorista desceu do carro e, por motivo ainda desconhecido, começou a desferir várias facadas na vítima. Logo depois, o acusado retornou ao veículo e a atropelou. A perícia e o IML estiveram no local. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP, investiga o caso.

MAIS NA WEB