Matias Olímpio - PI

Prefeito Fogoió é alvo de investigação no TRF-1 em Brasília

O processo tramita no Tribunal Regional Federal em decorrência do foro por prerrogativa de função.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

O prefeito de Matias Olímpio, Edísio Alves Maia, o conhecido “Fogoió”, é alvo de Procedimento Investigatório Criminal que tramita no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília.

Fogoió, juntamente com Álvaro Patrício de Oliveira e Antônio Carlos de Oliveira, que exerciam os cargos de secretário municipal de educação e secretário municipal de saúde, respectivamente, realizaram, no ano de 2011, sucessivas contratações diretas de fornecedores sem prévia licitação e sem o procedimento regular de dispensa/inexigibilidade.

  • Foto: Lucas Dias/GP1FogoióFogoió

As contratações tiveram seus pagamentos custeados com verbas do SUS e do FUNDEB.

Fogoió, Álvaro Patrício de Oliveira e Antônio Carlos de Oliveira foram denunciados pelo MPF pela prática do crime previsto no art.89 da Lei 8.666/93. A pena para o crime é a de detenção, de 3 (três) a 5 (cinco) anos, e multa.

O processo tramita no Tribunal Regional Federal em decorrência do foro por prerrogativa de função.

Outro lado

O prefeito Fogoió não foi localizado pelo GP1.