Oeiras - PI

Professores da Uespi de Oeiras realizam paralisação

No campus funcionam quatro cursos superiores e quase todos estão passando por dificuldades.

Liane Cardoso
Teresina
- atualizado

Professores do campus Posidônio Queiroz da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), em Oeiras, paralisaram suas atividades nesta segunda-feira (24) em virtude de demandas necessárias para a continuação da universidade na cidade. No campus funcionam quatro cursos superiores e quase todos estão passando por dificuldades.

Harlon Homem, coordenador do curso de letras da Uespi em Oeiras, contou em entrevista ao GP1, nesta terça-feira (24), que as principais demandas da paralisação são: a falta de professores; a falta de reconhecimento dos cursos e a obra do prédio do campus.

Ele alerta que a situação mais crítica é a do curso de matemática, que está sem professor. “Temos uma turma que falta um ano para concluir o curso e eles estão sem aula. Tínhamos apenas um professor efetivo que pediu demissão em maio e a única professora temporária encerrou o contrato em agosto, então desde esse período que eles estão sem aula”, explicou Harlon.

Outra questão urgente segundo ele, é em relação ao reconhecimento dos cursos, pois os cursos de pedagogia, história e letras, passaram recentemente por uma avaliação do Conselho Estadual de Educação. “Estamos esperando um parecer desse reconhecimento para poder ofertar turma para o ano de 2020, se esse parecer não sair a tempo, a consequência será o fechamento do curso de letras em Junho de 2020, e o curso de pedagogia em dezembro do mesmo ano”, relatou.

A outra demanda do campus, é a situação do novo prédio que está sendo construído, que deveria ter sido entregue em 2017, mas até agora está em construção. A mobilização vai continuar, mas seguindo um calendário de atividades, segundo o coordenador do curso de letras.

Outro lado

Em entrevista ao GP1 na manhã desta segunda-feira, o reitor da universidade, Nouga Cardoso, afirmou não ter sido informado oficialmente sobre a paralisação em Oeiras.

Mais conteúdo sobre: