Política

Rafael Fonteles é opção de Wellington Dias para o Governo em 2022

Tem chamado atenção a presença assídua do secretário de Fazenda do Piauí, nas reuniões políticas realizadas pelo governador com os aliados.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Tem chamado atenção a presença assídua do secretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles (PT), nas reuniões políticas realizadas pelo governador Wellington Dias (PT-PI) com os aliados nos últimos meses. Esse entrosamento tem feito circular nos corredores da política, a informação de que a intenção do governador é preparar Fonteles para concorrer ao Governo do Estado em 2022, uma vez que Dias, não pode mais tentar a reeleição ao Palácio de Karnak por estar no segundo mandato consecutivo.

A construção de um sucessor é extremamente importante já que a tendência natural é que, assim como fez em 2010, Wellington Dias renuncie ao cargo para concorrer a vaga de senador.

  • Foto: Alef Leão/GP1Rafael FontelesRafael Fonteles

Na última quinta-feira (16), o governador esteve reunido com a bancada do MDB para tratar sobre a aliança com PT no pleito deste ano, sobretudo, no interior do Estado. Na ocasião, Rafael também esteve presente, assim como tem ocorrido com frequência.

Wellington Dias decidiu sondar o terreno, depois da aproximação do MDB com o Progressistas do senador Ciro Nogueira que, na última sexta-feira (17), após reunião com o pré-candidato à Prefeitura de Teresina professor Kleber Montezuma (PSDB), admitiu o estremecimento na relação entre PT e PP.

Ex-aliados

Wellington e Ciro estiveram no mesmo palanque nas últimas eleições. O Progressistas foi aliado de primeira hora nos pleitos em que Dias foi eleito e reeleito ao cargo de governador. No entanto, uma série de fatores foi desgastando a relação entre eles.

NOTÍCIA RELACIONADA

Wellington Dias discute sucessão municipal com a bancada do MDB