Política

Reguffe anuncia que disputará a presidência do Senado Federal

Em um vídeo divulgado nas suas redes sociais, o senador afirmou apresenta uma candidatura diferente dos demais.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O senador Reguffe anunciou nesta segunda-feira (28), por meio das suas redes sociais, que irá disputar a presidência do Senado Federal. Atualmente ele está sem partido. A eleição será realizada no dia 1º de fevereiro, após a posse dos senadores.

Até o momento nove senadores manifestaram interesse em disputar a presidência do Senado, mas eles precisam ainda fazer a formalização das chapas que vão concorrer. Em um vídeo divulgado nas suas redes sociais, o senador afirmou apresenta uma candidatura diferente dos demais.

“Nos últimos dias tenho acompanhado a discussão de candidaturas. Estão se lançando apenas nomes, não estão se colocando propostas e nem objetivos, virou apenas uma discussão de nomes e eu vou usar a minha candidatura, para força que algumas temas sejam obrigatoriamente discutidos, como o custo do Senado Federal aos contribuintes, o senado não é uma instituição privada e não se pode debater a instituição como um clube”, afirmou.

O Congresso Nacional possui 81 senadores, são eles que vão votar para a escolha do novo presidente e da Mesa Diretora. Reguffe afirmou que o seu objetivo é retirar várias regalias que os senadores possuem atualmente. “Terei como propostas: o fim dos salários extras do senador, o fim da verba indenizatória, o fim do plano de saúde vitalício dos senadores, fim da aposentadoria especial dos parlamentares, fim dos carros oficiais, redução dos números de assessores de 55 para apenas 12, redução da verba para pagamento de assessores, todas essas medidas tomei no meu gabinete no primeiro dia do mandato”, afirmou.

Ele destacou que a sua candidatura é uma forma de discutir esses problemas. “Espero contar com o voto dos senadores. Se tiver só o meu voto, pelo menos combati o bom combate, defendi o que acredito, mas acho que vamos conseguir convencer outros senadores, mas se acabar só com o meu voto, estou colocando as minhas ideias em debate, esse é o motivo da minha candidatura”, destacou o senador no vídeo publicado em sua rede social.

Mais conteúdo sobre: