Teresina - PI

Servidores da UFPI realizam protesto contra reforma administrativa

Segundo André Gonçalves, presidente do Sintufpi, o protesto teve a intenção de mostrar que a reforma acaba com os serviços públicos e com a carreira do servidor.

Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

O Sindicato dos Servidores Técnicos da Universidade Federal do Piauí (Sintufpi) e a Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (Adufpi) realizaram na manhã desta quarta-feira (28), protesto contra a PEC 32/2020 que trata da reforma administrativa.

Segundo André Gonçalves, presidente do Sintufpi, a manifestação tem a intenção de mostrar que a reforma acaba com os serviços públicos e com a carreira do servidor. “Queremos mostrar para a sociedade os perigos dessa reforma administrativa. Caso seja aprovada, vai causa precariedade no trabalho da maioria das categorias de serviços essenciais e coloca em colapso o funcionamento de diversas áreas, como saúde e educação, atingindo diretamente os usuários dos serviços”, informou.

Já Marli Clementino, presidente da Adufpi, contou que o manifesto também tem como objetivo denunciar as ações promovidas pelo governo Bolsonaro que são contra a população.

“Hoje, no dia do servidor público, estamos alertando a população da importância do serviço público, categoria que não pode ser submetida a essa reforma. Queremos denunciar também as ações do Governo Federal que são contrarias a população. Então, iremos combater todos os atos do presidente Bolsonaro.

Mais conteúdo sobre: