Política

STF mantém decisão de suspender nomeação de Cristiane Brasil

Indicada pelo presidente Michel Temer para o Ministério do Trabalho, ela continua fora do cargo.

DÉBORA DAYLLIN
DE TERESINA

- atualizado

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, confirmou decisão liminar tomada em janeiro, quando suspendeu a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB) para o Ministério do Trabalho.

  • Foto: André Dusek/Estadão ConteúdoCármen LúciaCármen Lúcia

Segundo o GLOBO, a nomeação tinha sido liberada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas a ministra argumentou que caberia apenas ao STF decidir sobre esse assunto. "Examino, assim, o mérito desta reclamação, restrito, como reiteradamente anotado, à alegada usurpação da competência da Presidência deste Supremo Tribunal pelo Superior Tribunal de Justiça", anotou a ministra, acrescentando: "Assim, o ato judicial questionado e que interfere na competência privativa do Presidente da República para nomear Ministros de Estado é aquele proferido pelo Juízo da Quarta Vara Federal de Niterói/RJ, fundamentado exclusivamente no princípio constitucional da moralidade administrativa", discorreu a ministra.

  • Foto: Facebook/Cristiane BrasilCristiane Brasil Cristiane Brasil

Nomeada pelo presidente Michel Temer, Cristiane sofre uma disputa judicial para assumir a pasta. A Justiça Federal em Niterói (RJ) primeiramente suspendeu a posse da filha de Roberto Jefferson, alegando que a deputada não atende ao requisito da moralidade administrativa, tendo em vista que ela já foi condenada por dívidas trabalhistas.

Ao recorrer e perder vários recursos, a Advocacia Geral de União (AGU) acionou o Superior Tribunal de Justiça (STJ), que a liberou para assumir a pasta. Em seguida, Cármen Lúcia voltou a suspender. Agora, ela confirmou essa decisão.

MAIS NA WEB