Barreiras do Piauí - PI

Tribunal vai julgar denúncia contra o ex-prefeito Divino Alano

O sindicato solicitou o bloqueio das contas da prefeitura para que fossem realizados os pagamentos dos salários atrasados.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) vai julgar na próxima quinta-feira (28) uma denúncia do Sindicato dos Servidores Municipais de Barreiras do Piauí contra a prefeitura no ano de 2016, na gestão do ex-prefeito Divino Alano.

O sindicato solicitou o bloqueio das contas da prefeitura para que fossem realizados os pagamentos dos salários dos meses de agosto, setembro e outubro que estavam em atraso no ano passado. Segundo o sindicato, “a tomada de medidas enérgicas no sentido de evitar a dilapidação do patrimônio público do município, tendo em vista a prática costumeira do gestor de se utilizar erroneamente das receitas que possuem a finalidade de pagar a remuneração dos servidores públicos municipais, fazendo com que estes sempre recebam seus salários em atraso, existindo servidores que não recebem a mais de 4 meses”.

  • Foto: Thais Guimarães/GP1Tribunal de Contas Tribunal de Contas

O procurador do Ministério Público de Contas, Márcio André Madeira, emitiu um parecer no dia 14 de novembro se manifestando pela procedência da denúncia, com aplicação de multa e que o caso seja anexado a prestação de contas de 2016, para que repercuta negativamente quando for feito o julgamento.

Pediu ainda que seja expedida uma recomendação ao atual prefeito Maurício Neto, mais conhecido como Mauricin, para que ele se abstenha de realizar os pagamentos dos servidores públicos municipais com atrasos.