Eleições 2018

Wellington Dias nega ter iniciado campanha eleitoral no Twitter

A coligação “Piauí de Verdade”, que é liderada pelo candidato Luciano Nunes (PSDB) afirmou neste domingo (26) que irá ingressar com uma representação contra o governador.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

A assessoria de comunicação do governador Wellington Dias (PT), que disputa a reeleição, divulgou uma nota de esclarecimento, onde negou que teria utilizado a rede social Twitter para fazer uma atividade de campanha, que tem sido questionada pela oposição como uma propaganda eleitoral.

A coligação “Piauí de Verdade”, que é liderada pelo candidato Luciano Nunes (PSDB) afirmou neste domingo (26) que ingressou com uma representação e que irá ingressar com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra a coligação “A Vitória com a Força do Povo” e o governador Wellington Dias para que sejam apuradas as ilegalidades de um esquema de propaganda mediante o pagamento de influenciadores digitais para elogiarem a gestão do governador nas redes sociais.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Wellington Dias Wellington Dias

Eles afirmam que uma agência digital foi contratada para esses influenciadores digitais fazerem menções positivas ao governador. Em nota, assessoria de Wellington afirmou que a ação no Twitter não foi uma atividade de campanha e que se trata de um movimento nacional que se simpatiza com o Partido dos Trabalhadores.

Confira a nota na íntegra:

Sobre a repercussão do nome do governador Wellington Dias nas redes sociais, em especial no Twitter, é importante esclarecer que esta não é uma atividade organizada pela campanha. O que se observa pelos comentários nas redes sociais e nos prints que circulam é que este é um movimento nacional, que simpatiza com a esquerda e com o Partido dos Trabalhadores. O governador Wellington foi incluído de alguma forma por fazer parte deste contexto.

Mais conteúdo sobre: