GP1

Luís Correia - Piauí

Árvore Penteada é pichada com siglas de facções em Luís Correia

A PM informou ao GP1 que a Prefeitura Municipal da cidade já está providenciando a limpeza do local.

Um ponto turístico bastante conhecido no litoral piauiense, a “Árvore Penteada”, que fica no município de Luís Correia, amanheceu nessa terça-feira (24) pichada com a sigla da FDN (Família do Norte). Um banco ao lado do tronco também está na mesma situação, mas com a sigla do PCC (Primeiro Comando da Capital). Ambas abreviações são de duas facções criminosas que atuam nos presídios brasileiros.

O GP1 procurou o comandante da Polícia Militar em Luís Correia, major Pacífico, que informou que a PM ficou sabendo do caso ainda ontem (24), após uma ligação. “Isso é atitude de vândalos. Pessoal que não tem nada para fazer. A gente foi lá e viu a situação, mas a Prefeitura, por meio das secretarias de Meio Ambiente e Cultura já estão limpando essas pichações”, disse.

  • Foto: Divulgação/PMÁrvore Penteada pinchada com siglas de facções criminosasÁrvore Penteada pichada com siglas de facções criminosas

Entretanto, o diretor jurídico do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho, declarou que essas pichações comprovam que de fato existem as duas facções atuando no Estado, tanto de pessoas presas, como provavelmente de criminosos que estão em liberdade.

“Por uma questão de segurança, a gente prefere não dizer quem são eles e nem onde estão. O que eu sei é o que já foi divulgado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP), que catalogou a existência de 113 pessoas presas, que são membros do PCC, no Piauí, mas esclarecemos que os mesmos devem ser de outros estados, porém cometeram crimes aqui e estão presos aqui”, afirmou Vilobaldo Carvalho.

Sobre os membros da FDN no Piauí, o diretor jurídico do Sinpoljuspi esclareceu que os presos dessa facção se autodeclararam assim e por isso pediram isolamento nas unidades prisionais. O pedido foi atendido e eles já estão separados dos demais detentos. “Mas sobre as pichações, nós acreditamos que são pessoas de fora e colocaram isso para demonstrar que estão atentos e acompanhando a nível de Brasil o que está acontecendo nos presídios”, pontuou Vilobaldo Carvalho.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Vilobaldo Carvalho Vilobaldo Carvalho

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.