Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Adolescente com o vírus H1N1 está em estado grave em Teresina

A jovem estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e teve que ser transferida ao Hospital do Buenos Aires, situado na zona norte da capital.

Uma adolescente de 13 anos, residente no bairro Alto Alegre, deu entrada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), no dia 13 abril, com o vírus da gripe H1N1. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do hospital.

A adolescente, que estava internada no Hospital do Buenos Aires, teve que ser transferida para o HUT e se encontra na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O estado dela é considerado grave.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital de Urgência de Teresina - HUTHospital de Urgência de Teresina - HUT

O diretor do HUT , Gilberto Albuquerque informou ao GP1, que o quadro da adolescente se agravou devido a uma doença pulmonar. "O diagnóstico dela é a H1N1. O estado da paciente é muito grave porque ela tem uma doença prévia que agravou. Ela possui asma crônica, que já é uma doença pulmonar e ainda contraiu o H1N1 que também é uma doença pulmonar. Esse é um complicador gravíssimo, por isso o quadro fica ainda mais complicado. Ela já veio transferida do Hospital do Buenos Aires, Zona Norte de Teresina com dificuldades respiratórias. Este momento ela se encontra fazendo uso de medicamento para tratar do H1N1 e como ela já usa o produto por mais de cinco dias ela não precisa de isolamento", esclareceu.

Segundo o diretor de Unidade de Vigilância e Atenção Básica (UBA), Herlon Guimarães é preciso tomar medidas preventivas para evitar que o vírus se espalhe. "Na quinta-feira recebemos o resultado confirmando o caso de H1N1. Até aquele momento tínhamos o quadro de síndrome respiratória aguda grave. A partir daí abre-se o leque para ir mais a fundo no caso. Coletou-se o material da paciente e fomos verificar que tipo de vírus ou bactéria poderia ter causado a doença. O vírus está circulante no Estado do Piauí. Esta semana o Ceará confirmou 30 casos de H1N1. Portanto, temos que ter cuidado sim e lavar bem as mãos, cuidado básico que evita muitas infecções virais", explicou.


Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.