GP1

Teresina - Piauí

Grupo que era ligado a Firmino Filho deve migrar para o Cidadania

O objetivo é concluir toda essa transição até o processo eleitoral de 2024, ano de eleições municipais.

Existe um entendimento que ainda está em fase embrionária para que os líderes que faziam parte do time ligado ao saudoso ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), migrem aos poucos para o Cidadania. O objetivo é concluir toda essa transição até o processo eleitoral de 2024, ano que serão realizadas eleições municipais.

Da ala ligada a Firmino, Washington Bonfim já confirmou que seu destino realmente deverá ser o Cidadania, por onde pretende disputar o cargo de governador do Piauí em 2022. O ex-secretário de Educação de Teresina, Kleber Montezuma (PSDB), também está em conversação com os líderes do partido. Ele planeja concorrer ao cargo de senador no ano que vem.

Foto: Lucas Dias/GP1Washington  Bonfim e Firmino filho
Washington Bonfim e Firmino Filho

Bonfim explicou que pretende se apresentar como uma terceira via para os eleitores piauienses no pleito vindouro. O projeto é iniciar agora a montagem do grupo não só mirando 22, mas também com vistas o pleito de 24, quando almejam lançar candidato ou candidata, à Prefeitura de Teresina.

Mais nomes

Embora tenha negado em recente entrevista ao GP1, circula nos corredores da política que o ex-secretário de Firmino Filho, Fernando Said, é outro que avaliará no momento oportuno, a troca do PSDB pelo Cidadania, que no Piauí é presidido pelo jornalista Mário Rogério.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.