GP1

Teresina - Piauí

Acusado de assassinar homem a pedradas é preso no bairro Ilhotas

Segundo o major Audivam Nunes, a prisão do suspeito contou com o apoio da Delegacia de Capturas.

Um homem, identificado apenas pelo apelido de Rato, foi preso nesta quinta-feira (18) pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública, acusado de ter assassinado Jailson da Cruz Vale, no Conjunto João Paulo II, na zona Sul de Teresina, no ano de 2016.

Em entrevista ao GP1, o coordenador da Força Tarefa, major Audivam Nunes, informou que o crime ocorrido em 2016 foi bastante brutal, ocasião em que a vítima foi morta a pedradas. A prisão do suspeito contou com o apoio da Delegacia de Capturas – Decap.

Foto: Lucas Dias/GP1Major Audivam Nunes
Major Audivam Nunes

“Ele responde por um homicídio, saiu o mandado de prisão preventiva dele e nós umprimos o mandado pela manhã. O acusado estava em sua residência e contamos com a Delegacia de Capturas para conseguir chegar até o suspeito. O homicídio dele ocorreu em 2016, foi violento, pois a vítima foi morta a pedradas e na época o caso repercutiu muito” destacou.

Relembre o caso

Um homem identificado por Jailson da Cruz Vale, conhecido pelo apelido de “Canu”, foi morto a pedradas, no Conjunto João Paulo II, na zona Sul de Teresina, pouco tempo depois de ser liberado da Central de Flagrantes. O crime ocorreu no dia 21 de março de 2016.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima havia sido sob suspeita de estar envolvida em um crime de homicídio e assim que foi liberada, estava voltando para casa, quando sofreu perfurações e pedradas, na frente de sua residência.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.