GP1

Teresina - Piauí

Wellington Dias afirma que membros do PL seguirão ao seu lado em 2022

“É certeza que estaremos juntos para governança e para desafios de 2022”, assegurou o governador.

O deputado estadual Fábio Xavier, presidente do Diretório do PL no Piauí, vai reunir os líderes do partido, nesta terça-feira (23) em Teresina, para deliberar sobre o futuro da sigla com a iminente filiação do presidente da República Jair Messias Bolsonaro, prevista para ocorrer em breve.

Aliado de primeira hora do Governo do Piauí, exercido pelo governador do PT, Wellington Dias, a legenda aguarda reunião com o chefe do Palácio de Karnak para saber o melhor caminho a ser trilhado.

Foto: Lucas Dias/GP1Wellington Dias
Wellington Dias

Sobre o assunto, o GP1 conversou na manhã desta terça-feira (23) com Wellington Dias e ele adiantou que independente de questões partidárias, os correligionários hoje liberais, seguirão ao seu lado nas eleições de 2022.

“Ainda não marcamos [reunião], mas é certeza que estaremos juntos para governança e para desafios de 2022”, assegurou. Ao ser questionado se essa unidade se manteria com os aliados permanecendo no PL ou em outro partido, o governador esclareceu. “Onde for o melhor para o Piauí e para vitória”, pontuou.

Aval nacional

Mesmo com a palavra do presidente nacional da agremiação, Valdemar Costa Neto, dando total autonomia para o PL do Piauí, existe um clima de total insegurança no Estado. Isso porque, Bolsonaro é adversário de primeira hora do PT e o temor é que no futuro, venha algum tipo de imposição para que haja rompimento com Governo Wellington Dias. Por esse motivo, a necessidade de uma discussão ampla e cautelosa para evitar problemas no ano que vem.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.