GP1

Teresina - Piauí

Mãe e filho são presos acusados de tráfico de drogas no Promorar

Segundo a Depre, a investigação contra os dois suspeitos foi iniciada após denúncias anônimas.

Mãe e filho foram presos nesta quarta-feira (24), acusados do crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, por policiais da Delegacia de Prevenção e Repressão ao Entorpecente – DEPRE – no bairro Promorar, na zona sul de Teresina. Os dois não tiveram os nomes revelados pela polícia.

Em entrevista ao GP1, o coordenador da DEPRE, delegado Everton Férrer, informou que ambos foram presos após cumprimentos de mandados de busca em duas residências. Inicialmente, equipes abordaram o rapaz em sua casa, onde encontraram uma pistola, com 29 munições. Depois, os policiais realizaram buscas na casa da mãe e, encontraram entorpecentes.

Foto: Divulgação/DEPREMaterial aprendido com os presos
Material aprendido com os presos

“Hoje foram cumpridos mandados de buscas, na zona sul, mais precisamente no Promorar. Em uma casa encontramos uma arma de fogo, com dois carregadores, 29 munições no total e em uma outra casa, que fica próxima, que é da mãe desse rapaz. Encontramos drogas, cerca de 50 invólucros de crack e cocaína”, destacou o delegado.

Ainda de acordo com Everton Férrer, a investigação contra os dois suspeitos, foi iniciada após denúncias anônimas, dando conta de que na residência da acusada funcionava uma boca de fumo. Os presos já foram alvos de outras investigações e respondem processos por tráfico de drogas.

“Nessa residência e segundo nossas denúncias anônimas, apontam que nesse local funcionava uma boca de fumo e ficou constatado hoje, que esse rapaz, preso com a pistola e essa senhora, já foram presos por tráfico de drogas juntos. A mulher, com essa prisão, vai para o seu terceiro processo por tráfico. Então autuamos ela e seu companheiro por tráfico e associação para o tráfico e o filho dela autuado por posse ilegal de arma de fogo”, ressaltou.

Após as prisões, os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina e devem aguardar a audiência de custódia.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.