GP1

Barras - Piauí

Promotor quer prosseguimento da ação que pede cassação de Edilson Capote

Em nota, a assessoria do prefeito disse que o gestor está confiante que a Justiça vai prevalecer.

O Ministério Público Eleitoral se manifestou favorável ao prosseguimento da ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) que pede a cassação do prefeito de Barras, Edilson Servulo de Sousa, mais conhecido como “Edilson Capote”, da vice-prefeita Cynara Lages, dos vereadores Roberto Lages, mais conhecido como “Roberto da Cynara”; Jovelina Furtado, Antônio Leite Neto e dos suplentes Irlândio Sales, Maria Cunha e José Nascimento, investigados por suposta corrupção eleitoral por entrega de dinheiro ou outras vantagens, promessa de cargo público, transporte ilegal de eleitores, movimentação de recursos financeiros não escriturados ou falsamente escriturados, além de outras ilicitudes configuradoras de abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio.

Foto: Reprodução/FacebookEdilson Capote
Edilson Capote

Os investigados pediam o reconhecimento da inépcia da petição inicial, por descumprimento dos requisitos; a nulidade das provas, pela inidoneidade do inquérito policial; a nulidade das decisões que determinaram a interceptação telefônica e a quebra de sigilo bancário; o reconhecimento da violação ao devido processo legal, em razão da indisponibilidade de acesso à integralidade das apresentadas nos autos; e a exclusão ou limitação do rol de testemunhas apresentado pelo MPE afirmando que extrapola o número máximo previsto em lei.

O promotor eleitoral Silas Sereno Lopes pediu em parecer juntado em 30 de novembro, que as teses levantadas pela defesa não sejam acolhidas e que seja determinado o início da instrução processual.

Outro lado

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do prefeito Edilson Capote disse que o gestor respeita as decisões judiciais, mas está confiante que a Justiça vai prevalecer.

Confira a nota na íntegra:

O prefeito de Barras, Edilson Capote, está confiante que a justiça vai prevalecer e que a vontade da população que o elegeu com quase 4 mil votos de maioria do segundo colocado será contemplada. O prefeito respeita as decisões judiciais e compreende que, no final, a Justiça vai entender que as denúncias são ilógicas e a verdade prevalecerá. Na data de hoje, a cidade comemora a aprovação das contas referentes ao ano de 2016 da gestão do prefeito Edilson Capote, o que o torna elegível e apto a reeleição.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.