GP1

Política

Prefeita de Ilha Grande diz que contratação ocorreu dentro da legalidade

Segundo a prefeita, a Prefeitura de Ilha Grande agiu seguindo o que preceitua o seu ordenamento geral.

A prefeita de Ilha Grande, Marina de Oliveira Brito (Progressistas), enviou nota de esclarecimento nesta quarta-feira (28), a respeito da reportagem intitulada “Prefeita de Ilha Grande é denunciada ao Tribunal de Contas”.

A prefeita foi denunciada pelos vereadores Adilson Silva de Castro e Julliane da Costa Feitosa, acusada de contratar uma empresa para fornecimento de sinal de internet nos prédios públicos do município sem realizar processo licitatório. A denúncia foi protocolada no dia 25 de janeiro e o conselheiro Luciano Nunes Santos é o o relator.

Foto: Reprodução/FacebookMarina Brito
Marina Brito

De acordo com a prefeita, a Prefeitura de Ilha Grande agiu seguindo o que preceitua o seu ordenamento geral e a Lei de Licitações nº 8.666/93, prezando pelas boas práticas administrativas.

Ainda de acordo com a Prefeitura de Ilha Grande, a contratação ocorreu dentro da legalidade.

Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura de Ilha Grande tomou conhecimento através da mídia de uma denúncia ao Tribunal de Contas, relativa à contratação de uma empresa para fornecimento de sinal de internet aos prédios públicos do município.

Apesar de não ter sido notificada formalmente pelo TCE – PI, a Prefeitura pretende esclarecer qualquer questionamento que venha a ser feito sobre o assunto.

É importante ressaltar que não só nessa contratação, como em todas as outras, a Prefeitura de Ilha Grande - PI agiu seguindo o que preceitua nosso ordenamento geral e a Lei de Licitações nº 8.666/93, prezando pelas boas práticas administrativas.

Segura da plena legalidade de suas contratações, a Prefeitura de Ilha Grande – PI deixa claro que se encontra a disposição para posteriores esclarecimentos que se façam necessários.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.