GP1

Teresina - PI

Policial penal Anchieta Miranda morre vítima de câncer em Teresina

Anchieta Miranda era agente penitenciário há 37 anos e já estava aposentado. Ele deixa esposa e 3 filhos.

O policial penal Anchieta Miranda da Silva, de 65 anos, morreu na manhã deste sábado (19), em decorrência de complicações provocadas por um câncer de próstata. Ele estava internado em um hospital em Teresina.

Em nota, o Sindicato dos Policias Penais do Piauí (Sinpoljuspi) manifestou o mais profundo pesar pela morte precoce do funcionário público, que já estava aponsentado e trabalhou por último na Penitenciária Professor José Ribamar Leite em Teresina.

Ele era agente penitenciário há 37 anos, e foi vice-diretor da Casa de Custódia, trabalhou ainda nas Penitenciárias Major César Oliveira, em Altos, e Vereda Grande, em Floriano.

Os membros do sindicato, em nome de todos os policiais penais do Estado, se solidarizaram e prestaram as mais sinceras condolências à família nesse momento de extrema dor.

Anchieta Miranda era casado, e deixa três filhos, sendo dois homens e uma mulher.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.