GP1

Teresina - PI

Wilson Martins diz que meta é permanecer no PSB ao lado de Robert Rios

"O Robert e eu vamos permanecer no PSB, o resto é especulação”, disse o ex-governador ao GP1.

O GP1 conversou neste sábado (19) com o presidente do Diretório do PSB do Piauí, ex-governador Wilson Martins, sobre a possiblidade de o vice-prefeito e atual secretário de Finanças de Teresina, Robert Rios, vir a assumir o comando do partido no Estado. A conjuntura foi levantada por Robert, quando falou sobre a possibilidade de Wilson precisar deixar a sigla para viabilizar candidatura a deputado federal por outra legenda em 2022.

De acordo com Wilson o objetivo é que ele e Robert permaneçam no PSB, apesar de reconhecer a instabilidade jurídica do País em relação às regras eleitorais brasileiras. “Eu e o Robert, estamos juntos. Somos amigos, acima de tudo. Conosco, o alinhamento é por afinidades, espontâneo, leve, natural e fraterno”, disse Martins.

Foto: Lucas Dias/GP1Wilson Martins
Wilson Martins

“Em nosso país, infelizmente existe uma instabilidade jurídica com respeito às regras eleitorais. O Robert e eu vamos permanecer no PSB, está é a meta. O resto é especulação”, disse o ex-governador à nossa reportagem.

Ida para o MDB

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho, contou à imprensa há poucas semanas, que eram grandes as chances de Wilson vir a integrar os quadros do MDB para viabilizar sua candidatura a Câmara Federal no próximo ano. A estratégia será considerada, caso Martins não consiga montar chapa por conta do fim das coligações proporcionais.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.