GP1

Teresina - Piauí

Pai de Vanessa Carvalho pede que STJ não conceda liberdade a Pablo Campos

O pedido de Habeas Corpus será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça, nesta terça-feira (08).

O pai da jovem enfermeira, Vanessa Carvalho, de 28 anos, que morreu em setembro de 2019 após ter sido atropelada pelo empresário Pablo Henrique Campos Santos, fez um apelo e pediu que fosse mantida a prisão preventiva do acusado, que terá seu pedido de Habeas Corpus julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta terça-feira (08).

Em entrevista ao GP1, o pai da jovem, Edison Carvalho, disse temer que a liberdade de Pablo Campos seja concedida, e pede que a justiça permaneça com a prisão preventiva do acusado. “Eu e minha família, a gente espera que seja mantida sua prisão, visto que aqui no estado já foi indeferido todos os seus pedidos, mas a defesa insiste em soltar esse feminicida”, lamentou.

Foto: Alef Leão/GP1Edison Carvalho, pai de Vanessa
Edison Carvalho, pai de Vanessa

Edison Carvalho reiterou o sofrimento da família com a partida precoce de Vanessa e apelou para que o empresário pague pelos seus crimes. “A todo momento a justiça insiste em colocar em liberdade esse assassino que tirou a vida de uma família inteira. Aqui fica meu pedido para que não seja concedido esse Habeas Corpus para que ele pague pelo seu crime e por todos os crimes que cometeu”, concluiu.

Defesa pede liberdade de Pablo Campos ao STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), vai julgar o pedido de liberdade do empresário Pablo Henrique Campos Santos nesta terça-feira (08). O empresário teve sua prisão concedida após o assassinato da enfermeira Vanessa Carvalho, no ano de 2019.

O crime

Vanessa Carvalho, de 28 anos, morreu ao ser atropelada junto à sua amiga, Anuxa Kelly Leite de Alencar, que ficou gravemente ferida, por um empresário, na avenida Homero Castelo Branco, na zona leste de Teresina, no dia 29 de setembro de 2019.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.