GP1

Teresina - Piauí

“Não vamos cantar vitória antes do tempo”, diz João de Deus sobre 2022

O deputado rebateu as críticas da oposição e disse que o foco é a administração do Estado.

O deputado estadual João de Deus (PT) respondeu às críticas dos adversários do Governo Wellington Dias (PT-PI) com vistas às eleições de 2022. Durante entrevista ao GP1 nesse sábado (28), o parlamentar afirmou que o time do Governo não vai cantar vitória antes do tempo.

João de Deus ressaltou que a orientação é centrar nas ações administrativas para depois tratar, às claras, do processo que definirá o novo chefe do Palácio de Karnak por mais quatro anos.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1João de Deus
João de Deus

“Nós não vamos cantar vitória antes do tempo, temos que trabalhar agora e pensar no futuro, deixando a política para o ano que vem. Temos muita coisa para fazer até março, abril e maio do ano que vem. Depois vamos falar de eleição de fato”, declarou o parlamentar.

Para o parlamentar, as críticas da oposição fazem parte do jogo político e que, portanto, elas não afetam a base governista. “Vemos com tranquilidade [as críticas da oposição]. Estamos trabalhando e nesse quarto governo devemos fazer a melhor gestão acerca de investimentos através do Pro Piauí, coordenado pelo Rafael Fonteles. Nosso plano central é o trabalho”, declarou o deputado.

Nome da base

O secretário de Estado da Fazenda Rafael Fonteles (PT) é apontado como alternativa do Governo para disputar o comando do Palácio de Karnak. Em recente entrevista ao GP1, Wellington Dias admitiu pela primeira que o secretario é a opção de seu time para o pleito majoritário.

Vice e Senado

Já a vaga de vice está prometida ao MDB que deve indicar o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho para o espaço. Já Wellington Dias pretende renunciar ao cargo de governador para concorrer ao Senado Federal no ano que vem.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.