GP1

Teresina - Piauí

Assassino do capitão Adonias Pedreira é condenado a 25 anos de prisão

A sentença da juíza Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho foi dada no dia 20 de agosto deste ano.

A juíza Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina, condenou Mateus Rikelme dos Santos Matos a 25 anos de prisão pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o capitão da Polícia Militar do Piauí, Adonias Pedreira dos Santos Lopes, em agosto do ano passado. O julgamento aconteceu no dia 20 de agosto deste ano.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado, na noite de 24 de julho de 2020, no bairro Morro da Esperança, Mateus Rikelme e dois adolescentes assaltaram o capitão Adonias, no momento em que ele chegava em casa, e levaram dele a arma funcional, carteira e uma motocicleta Honda CG. Na ação, o policial foi alvejado com um tiro na cabeça e outro no braço. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu 11 dias depois no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Foto: Reprodução/WhatsAppCapitão Adonias
Capitão Adonias

A magistrada ressaltou que o crime foi testemunhado por alguns vizinhos, bem como pela esposa e pelo filho da vítima, que reconheceram o acusado.

A juíza ressaltou que a materialidade e autoria do crime de latrocínio consumado praticado por Mateus Rikelme são incontestáveis haja vista as provas pesarem contra si, havendo o seu reconhecimento pelas pessoas que presenciaram o crime, bem como as confissões dos menores.

Mateus então foi condenado a 25 anos e 8 meses de reclusão, em regime fechado, pelo crime de latrocínio. Ele deverá cumprir a pena na Penitenciária Irmão Guido. Ainda foi negado a ele o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Câmera flagrou ação criminosa

Registro feito por uma câmera de segurança mostra o momento em que o capitão Adonias foi atacado por três homens na noite do dia 24 de julho. Na imagem é possível ver que o policial chega de motocicleta em casa, onde estavam pelo menos quatro pessoas conversando na calçada.

Em seguida, os três sujeitos que passavam pela rua vão em direção à vítima e anunciam o assalto. O PM reagiu e acabou sendo baleado pelos indivíduos, que roubaram a motocicleta Honda Titan /CG 150 e a pistola .40 de uso pessoal do oficial.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.