GP1

Teresina - Piauí

Câmara de Teresina aprova reajuste de 16% para os professores

Robert Rios destacou que o valor será maior do que o piso aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A Câmara Municipal de Teresina aprovou, na manhã desta terça-feira (22), em 1ª e 2ª votações o projeto que reajusta em 16% o piso dos professores da rede municipal de educação. O reajuste será linear. Os vereadores Ismael Silva, Edson Melo, Paulo Lopes, Evandro Hidd e Aluísio Sampaio votaram contra o projeto e 23 vereadores votaram favoráveis.

Segundo a proposta aprovada, ficaram estabelecidos os seguintes valores mínimos de vencimentos para professores e pedagogos da rede de ensino municipal de Teresina, na carreira de ingresso, da seguinte forma: I – Professor de Primeiro Ciclo, Professor de Segundo Ciclo e Pedagogo - 40 horas – R$ 4.084,04 e II – Professor de Primeiro Ciclo, Professor de Segundo Ciclo e Pedagogo – 20 horas – R$ 2.042,22.

Foto: Lucas Dias/GP1Robert Rios
Robert Rios

O secretário de Finanças e vice-prefeito, Robert Rios, destacou que o valor será maior do que o piso aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro. “O Dr. Pessoa está dando o maior aumento que já se deu aos professores. Para se ter uma ideia, o piso que o Bolsonaro colocou para os professores era de R$ 3.845 e o Dr. Pessoa colocou um piso muito maior que o do Bolsonaro, ele colocou um piso de R$ 4.400. O professor que entrar agora no ensino municipal tem R$ 4.400 de piso, R$ 900 de gratificação e R$ 250 de ticket refeição. Então nós somos entre as capitais do Brasil os que pagam melhor o professor”, afirmou.

“Nós temos que ajudar mais quem ganha menos. É claro que todo professor ganha muito pouco, do piso ao teto ganha pouco, mas quem está no piso passa muito mais dificuldades de quem está no teto. Então a visão humanista do Dr. Pessoa é dar um aumento muito maior para quem estava no piso e assim ir progredindo gradativamente”, completou Robert Rios.

Confira abaixo o projeto na íntegra

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.