GP1

Teresina - Piauí

Dr. Pessoa autoriza corte de ponto dos professores grevistas

De acordo com o gestor, a medida se deu em virtude da greve ter sido considerada ilegal pela Justiça.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, afirmou na manhã desta quarta-feira (22) que autorizou o corte dos pontos dos professores grevistas. De acordo com o gestor, a medida se deu em virtude da greve ter sido considerada ilegal pela Justiça.

“O Poder Judiciário já julgou que a greve é ilegal, então eu autorizei o secretário de Educação, Nouga Cardoso, a cortar o ponto de todos”, declarou o prefeito.

Foto: Lucas Dias/GP1Dr. Pessoa
Dr. Pessoa

Com o corte dos pontos, os professores afetados terão descontos nos seus salários.

Os profissionais da educação pública da capital deflagraram greve no dia 07 de fevereiro deste ano, no entanto, uma decisão judicial decretou, no dia 08 de abril, a ilegalidade do movimento, estipulando multa de R$ 10 mil para cada dia em que a decisão fosse descumprida.

No dia 6 de maio, o desembargador Oton Lustosa, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) negou pedido do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm) e manteve a ilegalidade da greve. Ele determinou ainda o aumento do valor da multa diária para R$ 20 mil.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.