GP1

Teresina - Piauí

Tragédia familiar: servidor do TJ-PI Felipe Holanda morre no HUT

As outras vítimas, Daniel Flauberth, cunhado de Felipe, e a babá Juliana da Silva seguem internados.

O coordenador Judiciário Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, Felipe Guimarães Martins Holanda, 37 anos, um dos baleados durante uma briga familiar, no bairro São Pedro, morreu na noite deste sábado (30) na UTI do Hospital de Urgência de Teresina. A informação foi confirmada ao GP1 pelo diretor do HUT, Fábio Márcos.

"Infelizmente ele veio a falecer, não sobreviveu, foi operado com maior brevidade possível. Não era uma notícia que queríamos dar com um desfecho tão trágico, infelizmente aconteceu isso", afirmou Fábio Marcos.

Foto: Reprodução/FacebookFelipe Holanda
Felipe Holanda

Felipe foi baleado na virilha pelo cunhado, Daniel Flauberth Gomes Nunes Leal, 38 anos, o que acabou lesionando vários vasos grandes da região inguinal (artérias e veias). Mais cedo, ele precisou tomar cinco bolsas de sangue e passou por um procedimento cirúrgico, mas não resistiu a hemorragia e faleceu.

Já Daniel e a babá Juliana da Silva, 36 anos, que foram baleados na cabeça, estão na Sala Vermelha do HUT. O estado dos dois é grave, contudo Juliana está com quadro de saúde progressivo.

Entenda o caso

Três pessoas ficaram feridas durante discussão familiar, registrada na manhã deste sábado (30) em um condomínio localizado na Rua Porto, bairro São Pedro, zona sul de Teresina. As vítimas foram identificadas como Daniel Flauberth, Felipe Holanda e Juliana da Silva.

Em entrevista ao GP1, o diretor do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Barêtta, afirmou o caso teve início ainda na noite de ontem, em razão do choro de uma criança de 4 anos de idade, que tem transtorno do espectro autista.

Foto: Reprodução/FacebookDaniel Flauberth
Daniel Flauberth

A criança, que é filha de Felipe Holanda, passou a noite chorando fato que teria incomodado Daniel Flauberth, então cunhado de Felipe. “Simplesmente, começou-se uma discussão ontem à noite por causa do choro de uma criança, e hoje se aflorou novamente. Segundo consta, o Daniel se armou e o Felipe pegou uma faca. Houve uma discussão, o Daniel se trancou dentro de um quarto e o Felipe foi arrombar a porta. O Daniel atirou de dentro para fora e um disparo atingiu a cabeça da empregada. A porta foi arrombada e os dois entraram em luta corporal. Dessa confusão, três pessoas ficaram feridas e o que está em estado mais grave é justamente o Daniel”, explicou o delegado Barêtta.

DHPP investiga o caso

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, designou, em caráter especial, uma equipe do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) para cuidar do caso ainda na manhã deste sábado.

Conforme o delegado Barêtta, embora não tenha ocorrido óbito durante a ocorrência, o delegado de plantão, Danúbio Dias, já iniciou os primeiros levantamentos, a fim de auxiliar as investigações que serão conduzidas pela delegada Fernanda Iris, que é responsável pela circunscrição do crime, posto até o momento como tentativa de homicídio.

Perícias já foram requisitadas

Ao GP1, o delegado Barêtta adiantou que foram requeridos ao Departamento de Polícia Técnico-Científica exames periciais, a fim de responder alguns questionamentos dentro da investigação.

Para o delegado, entre outras situações, os investigadores vão buscar entender a dinâmica do crime para individualizar a conduta de cada um dos envolvidos na tragédia familiar.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.