GP1

Teresina - Piauí

Juiz manda soltar estudante de odontologia acusada de assaltos em Teresina

A decisão do juiz Alexsandro de Araújo Trindade, da Central de Audiência, foi dada nessa quinta (04).

O juiz Alexsandro de Araújo Trindade, da Central de Audiência de Custódia de Teresina, concedeu liberdade provisória a estudante de odontologia Jardelia Milena dos Santos Araújo presa, na quarta-feira (03), com outras seis pessoas acusada de integrar uma quadrilha especializada em assaltos. A decisão foi dada nessa quinta-feira (04).

Além da estudante foram presos também: Maria dos Milagres Gomes Campos, Maria Francisca Nepomuceno Seixas, Eva Gomes Moraes, Bruno Mikael Carvalho Santos, Raimundo Gonçalves da Silva Neto e Antônio Ricardo Gomes Costa.

Na decisão que mandou soltar Jardelia, o juiz concedeu liberdade também a Maria Francisca Nepomuceno Seixas, Eva Gomes Moraes e Antônio Ricardo Gomes Costa. Os demais tiveram as suas prisões em flagrante convertidas em preventiva.

Em substituição às prisões, foram concedidas medidas cautelares tais como: comparecimento a todos os atos, sempre que intimados; no prazo de cinco dias úteis, os custodiados deverão providenciar seu cadastro e atendimento psicossocial por videochamada, na Central Integrada de Alternativas Penais (CIAP) para o início do devido cumprimento da medida cautelar de comparecimento bimestral, a fim prestar informações de seu paradeiro e de suas atividades; proibição de deixar a comarca, sem prévia autorização do Juízo; recolhimento domiciliar no período noturno, a partir das 22h até 06h da manhã, sem prejuízo às suas atividades laborais, e o comparecimento a possíveis aulas na faculdade no caso de Jardelia Milena dos Santos Araújo, desde que devidamente comprovado nos autos; e proibição de frequentar bares, restaurantes, casas de diversão e estabelecimentos congêneres.

Prisão

A Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública prendeu, na noite de quarta-feira (03), sete pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em assaltos.

Conforme informações repassadas pelo major Audivam Nunes, comandante da Força Tarefa, a quadrilha havia roubado diversos objetos durante o evento do Partido dos Trabalhadores (PT) que aconteceu na Arena do Povo e contou com a presença do ex-presidente Lula.

“Foram presas sete pessoas, sendo três homens e quatro mulheres. É uma quadrilha. Eles atuam no centro de Teresina e estavam programados para atuar de forma criminosa em outros eventos no estado do Piauí e a gente fez a interceptação deles no cruzamento da Avenida Presidente Kennedy com Dom Severino”, informou o major Audivam Nunes.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.