Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Leonardo Eulálio rebate críticas de Samantha Cavalca: “só lamento”

Recentemente, Samantha Cavalca disse que o presidente do PL em Teresina tem relações com o PT.

O vereador Leonardo Eulálio, presidente municipal do (PL), rebateu as críticas da jornalista Samantha Cavalca, ex-filiada à sigla, que recentemente afirmou que o partido tornou-se um “puxadinho do PT”. Em conversa com o GP1, ele afirmou que diálogos com outras siglas devem existir e que as falas da ex-correligionária são lamentáveis.

"As pessoas têm que entender que a política é a arte de conversar, você não deve ter inimigos na política. Na sociedade em que a gente vive, existem conversações. Temos que seguir diretrizes e temos que seguir direcionamentos. Temos que discutir ideias e não a respeito de homens. Eu só tenho a lamentar. Eu sou do PL há mais de 12 anos e as pessoas que emitem críticas à nossa pessoa...isso faz parte da sociedade”, argumentou Eulálio.

Foto: Lucas Dias/GP1"Eu só tenho a lamentar", diz Leonardo Eulálio em resposta a Samantha Cavalca
"Eu só tenho a lamentar", diz Leonardo Eulálio em resposta a Samantha Cavalca

Ele aproveitou a oportunidade para falar da iminente vinda de Michelle Bolsonaro à Teresina e ressaltou que a ordem do presidente da sigla a nível nacional, Valdemar Costa Neto, é preparar uma grande recepção.

“A orientação que tenho é para que recebamos bem a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. O nosso presidente [Valdemar Costa Neto] nos ligou ontem para que a recepção seja a mais calorosa possível”, detalhou Eulálio.


Relembre o embate iniciado por Samantha

Em recente entrevista ao GP1, Samantha Cavalca, que deixou o PL e se filiou ao Progressistas, disse que a sigla liberal em Teresina não representa em nada o bolsonarismo. Além disso, alfinetou Eulálio dizendo que o vereador tem ligações com o PT.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.