Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Acusado de tentar matar ex-mulher a facadas vai a Júri Popular em Teresina

A sentença de pronúncia foi dada em 17 de maio pelo juiz substituto Fernando José Alves Silva.

O juiz substituto Fernando José Alves Silva, em exercício na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina, pronunciou Eduardo Alves da Luz pela tentativa de feminicídio contra a ex-companheira Joana D'ark de Alencar, de 34 anos, em dezembro de 2023. A sentença de pronúncia foi dada em 17 de maio.

Conforme o magistrado, após análise dos depoimentos ficou demonstrada a existência de “indícios suficientes nas provas colhidas sob o crivo do contraditório que autorizam o Ministério Público a prosseguir com a acusação contra o acusado, que confessou a prática dos crimes”.

Foto: Reprodução/WhatsAppEduardo Alves da Luz foi identificado pela Polícia Civil
Eduardo Alves da Luz foi identificado pela Polícia Civil

Eduardo então foi pronunciado para que seja submetido ao Júri Popular no crime de homicídio tentado com as qualificadoras de motivo fútil, uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e contra a mulher por razões da condição de sexo feminino.


Foi determinado ainda a manutenção da prisão do acusado até o julgamento.

Relembre o caso

Joana D'ark de Alencar, de 34 anos, foi covardemente esfaqueada pelo ex-marido Eduardo Alves da Luz, na manhã do dia 7 de dezembro de 2023, no bairro Parque Piauí, zona sul de Teresina.

O crime foi flagrado por uma câmera de segurança de um estabelecimento comercial situado na Avenida Juarez Távora, uma das mais movimentadas do bairro.

As imagens mostram que a vítima estava sentada em uma calçada, aguardando para dar início ao expediente no trabalho, quando foi surpreendida pelo ex-companheiro, que chegou ao local em um carro modelo Fiat Palio, de cor prata. Em poucos segundos, o homem desceu do carro com uma faca em mãos, golpeou a mulher pelo menos 12 vezes, retornou ao veículo e empreendeu fuga. Toda a ação durou pouco mais de 20 segundos.

Ao GP1, o subtenente Genivaldo, do 22º Batalhão da Polícia Militar, informou que Joana D'ark de Alencar foi socorrida por populares para a UPA do Promorar, depois foi transferida ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Apesar da gravidade dos ferimentos, a vítima sobrevivieu.

Eduardo Alves foi preso no dia 12 de dezembro, após se apresentar no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.