GP1

Piauí

Advogado Raimundo Júnior vai acionar a Justiça contra eleição da OAB-PI

A decisão se deu após o surgimento de áudios e prints de WhatsApp, que colocam em suspeição o pleito.

A Chapa OAB de Verdade vai acionar a Justiça contra a eleição da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI), que reelegeu o advogado Celso Barros Neto como presidente da entidade. A decisão pela judicialização se deu após a chapa encabeçada pelo advogado Raimundo Júnior receber áudios e prints de conversas em grupos no WhatsApp, que, segundo os integrantes da chapa, colocam em suspeição o pleito.

O GP1 teve acesso aos áudios e a um print de uma conversa encaminhados a Chapa OAB de Verdade. As supostas mensagens indicam que advogados que estariam inadimplentes junto à OAB Piauí teriam conseguido uma certidão de adimplência para votar nas urnas de lona.

Foto: Reprodução/WhatsAppTrecho de conversa obtida pelo GP1
Trecho de conversa obtida pelo GP1

No print, uma pessoa escreve que teria conseguido votar após alguém obter uma certidão. Já no primeiro áudio, atribuído a um advogado, ele afirma que ainda estava pagando a negociação para quitar os débitos junto à Ordem, mas que acabou conseguindo uma certidão atestando que ele poderia votar.

“Eu estava na mesma situação, só mandaram, eles mesmo da OAB mandaram aqui, dizendo que a certidão de apto a votar estava disponível. Não sei o que foi que teve, se mudaram o entendimento de uma hora pra outra, se analisaram melhor a situação, porque eu tinha, como eu te falei, eu tinha parcelado e paguei, estava pagando, paguei só a primeira, as outras não sabia nem quando é que venciam”, diz no áudio.

O segundo áudio seria de um fiscal de chapa, relatando que a comissão eleitoral estaria emitindo autorizações para advogados inadimplentes votarem no pleito. “Doutora, deixe-me fazer um questionamento que está me preocupando um pouco a respeito dessas autorizações que estão vindo da comissão eleitoral, para pessoas votarem aqui na urna de lona. Estou assim com certa estranheza porque as pessoas que estão recebendo essa autorização, elas estavam na lista do Quinto [votação do Quinto Constitucional] como inadimplentes e bem, não sei como se resolveu, se elas regularizaram a tempo, acredito até que não, mas não vieram nessa nova lista das eleições e receberam uma autorização da comissão e votaram”, relatou.

Advogado Raimundo Júnior

Na tarde desta terça-feira (23) o GP1 conversou com o advogado Raimundo Júnior, que encabeça a Chapa 1 – OAB de verdade. A chapa ficou em segundo lugar na eleição, tendo obtido 2.970 votos (36,79%), com apenas 59 votos de diferença em relação ao primeiro colocado, Celso Barros Neto.

Foto: Lucas Dias/GP1Advogado Raimundo Júnior
Advogado Raimundo Júnior

Raimundo Júnior afirmou que, diante das informações que têm recebido, a sua chapa vai tomar todas as providências administrativas e judiciais cabíveis. “Como bom advogado, e diante das informações que têm chegado acerca da votação de advogados e advogadas que estariam inadimplentes, mediante uma certidão que não comprovaria aptidão para o voto, a Chapa 1 - OAB de Verdade adotará todas as providências administrativas e judiciais para revisão do pleito. Já estamos protocolando todos os requerimentos, obtendo todas as informações para verificar o que aconteceu”, declarou.

Outro lado

Procurada pelo GP1 na tarde desta terça-feira (23) a atual gestão da OAB Piauí, por meio de sua assessoria, ficou de encaminhar posicionamento, o que não ocorreu até a publicação desta matéria.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.