GP1

Política

Deputado Luciano Nunes cobra nomeação de delegados para governador Wilson Martins

Luciano Nunes destaca ainda o fato de que no interior do Estado, cada delegado é obrigado a acumular várias delegacias, o que desagrada a população.

O deputado estadual Luciano Nunes apelou mais uma vez ao governador do Estado, Wilson Martins, para nomear os candidatos aprovados no Concurso Público para delegado da Polícia Civil, realizado ainda em 2009. De acordo com o parlamentar, foram aproximadamente 86 delegados aprovados, um total de 37 foi nomeado e cerca de 40 que concluíram há mais de um ano o curso de formação na Academia de Polícia esperam nomeação.
Imagem: Divulgação/GP1Clique para ampliarLuciano Nunes(Imagem:Divulgação/GP1)Luciano Nunes

O apelo do deputado se deve ao fato de o Tribunal de Justiça do Piauí já tinha reconhecido, por unanimidade, o direito à nomeação dos delegados, uma resposta ao mandado de segurança impetrado pelos candidatos. No entanto, a Procuradoria Geral do Estado apresentou recurso pedindo a suspensão de segurança do acórdão do Tribunal de Justiça do Piauí.

“Fomos surpreendidos com a notícia de que está no Supremo Tribunal Federal um pedido de suspensão de segurança do acórdão do Tribunal de Justiça do Piauí determinando a nomeação dos candidatos aprovados no concurso de delegado da Polícia Civil. Não podemos aceitar a atual situação na qual pessoas estranhas à carreira desempenham o cargo de delegado, enquanto existem concursados, que já passaram até pelo curso de formação, continuam aguardando uma nomeação”, afirmou.

Desde o início do ano que o deputado tucano vem cobrando uma solução do Estado para a nomeação dos delegados, uma vez que há um déficit desses profissionais no Piauí e existe demanda nos municípios. Luciano Nunes destaca ainda o fato de que no interior do Estado, cada delegado é obrigado a acumular várias delegacias, o que desagrada a população.

“As pessoas estão se sentindo inseguras com a falta de uma autoridade policial capacitada para oferecer serviços de segurança. Os prefeitos piauienses, apesar de não serem responsáveis pela segurança pública, são cobrados pela falta de delegados em suas cidades. Portanto, apelamos ao governador para uma resolução desse impasse, já que os delegados têm o direito de serem nomeados e a sociedade necessita desse serviço”, enfatizou.
Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.