GP1

Política

TRE julga recurso do candidato mais rico dessas eleições Miguelão em Parnaguá

O candidato teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral em virtude de irregularidades insanáveis. O relator do recurso é juiz substituto Samuel Mendes de Morais.

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarMiguel Omar Barreto Rissi, o Miguelão(Imagem:Reprodução)Miguel Omar Barreto Rissi, o Miguelão
O candidato a prefeito de Parnaguá, Miguel Omar Barreto Rissi, conhecido “Miguelão”, que teve a candidatura indeferida pelo Juiz Eleitoral da 26ª Zona em virtude de irregularidades insanáveis que configuram atos dolosos de improbidade administrativa terá seu recurso julgado hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral.

O parecer do procurador regional eleitoral é pelo conhecimento e improvimento do recurso “assim, com base no vasto acervo probatório, resta incontroverso que o recorrente incorre em uma causa de inelegibilidade, pois o julgamento de reprovação de suas contas, pelo TCE/PI, continua a possuir plena eficácia, não tendo sido suspenso ou anulado peloPoder Judiciário, como exige a alínea “g”, I, art. 1º da Lei Complementar nº 64/90”.

O relator do recurso é juiz substituto Samuel Mendes de Morais.

Candidato mais rico


Miguelão, declarou bens a Justiça Eleitoral no valor de R$ 22.479.000,00 (vinte e dois milhões, quatrocentos e setenta e nove mil reais) e previsão de gastos na campanha de R$ 350.000,00.

Natural de Presidente Prudente – SP, foi prefeito de Parnaguá por três vezes declarou possuir algo em torno de 5 mil hectares de terras em Mato Grosso no valor de mais de 8 milhões de reais e também 50% de quase 3000 cabeças de gado, alem de inúmeras propriedades.

Curta a página do GP1 no facebook: http://www.facebook.com/PortalGP1


Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.