GP1

Política

TRE adia julgamento de ação contra a deputada Flora Izabel

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral e pede a cassação do mandato da deputada Flora Izabel.

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) adiou o julgamento de Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra a deputada estadual, Flora Izabel (PT), o marido Sandro Borges Alves, e o enteado Alexandre Assunção Lacerda Borges que iria acontecer nesta segunda-feira (26).

O julgamento foi retirado de pauta após pedido do relator da ação, o desembargador Joaquim Dias de Santana Filho. Ainda será decidida uma nova data para o julgamento.
Imagem: DivulgaçãoSandro Borges e Flora Izabel(Imagem:Divulgação)Sandro Borges e Flora Izabel

Investigação


A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral e pede a cassação do mandato da deputada Flora Izabel por abuso de poder econômico, captação ilícita de sufrágio, omissão de despesas na campanha e compra de votos.

Com base na ação está a prisão do marido da deputada, Sandro Borges, e o do enteado Alexandre Assunção. Eles foram flagrados na cidade de São Raimundo Nonato, no dia 2 de outubro de 2014, véspera da eleição, com R$ 11 mil divididos em cinco partes com nomes de cinco cidades: Várzea Branca, Guaribas, São Lourenço, Dirceu Arcoverde e Capitão Gervásio Oliveira.

O dinheiro foi apreendido pela Polícia Militar durante operação de rotina. Os malotes estavam embaixo do sistema de som do veículo onde estavam os acusados.
Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.